Leishmaniose Visceral Canina: Fatores Mportantes na Manutenção da Doença no Município de Mirassol D'Oeste-Mt

Angela Pinheiro Carneiro, Suely Tocantins

Resumo


Inicialmente, a Leishmaniose Visceral era considerada uma doença associada a áreas rurais, mas, devido às diversas alterações no ambiente, como desmatamentos, urbanização, intenso processo migratório e expansão das áreas endêmicas, vem acometendo humanos e animais em zonas urbanas e rurais. No Brasil, a Leishmaniose Visceral apresenta quadros graves de endemias e epidemias. Nos últimos anos, ocorreu uma propagação da doença por vários Estados que não possuíam casos de pessoas e animais infectados. A Leishmaniose Visceral Canina coexiste com a doença humana em todos os focos conhecidos, porém, mais prevalente na espécie humana. No município de Mirassol D'Oeste, Mato Grosso, durante seis anos consecutivos, relataram-se casos de pessoas doentes, incluindo óbitos. Vários cães sorologicamente positivos e a presença dos vetores transmissores da Leishmaniose Visceral caracterizam o município como propício ao desenvolvimento da doença. Assim, este trabalho teve por finalidade avaliar a situação da transmissão da Leishmaniose Visceral Canina em dois bairros do município de Mirassol D'Oeste, onde foram coletadas, em cada um deles, 38 amostras de sangue canino, testadas através dos testes RIFI e ELISA. O número de cães soropositivos totalizou 15 animais, dos quais 8 habitam o bairro Jardim São Paulo e 7 o bairro Planalto. Não foram observadas diferenças significativas entre o número de cães infectados nos dois bairros (x2= 0,058; p= 0,9712; GL=1). As características socioeconômicas analisadas são distintas e uma visível diferença quanto às habitações e a qualidade de vida dos moradores também foi observada. Possivelmente, esses fatores podem estar influenciando a manutenção da doença no Município de Mirassol D'Oeste.

Palavras-chave


Leishmaniose; Inquérito sorológico; Mirassol D'Oeste.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2011.v14i1.102

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340