https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/issue/feed Revista Brasileira Multidisciplinar 2024-05-01T00:00:00-03:00 Thatiany Mariano revistauniara@uniara.com.br Open Journal Systems <div id="journalDescription"><p>A<strong> Revista Brasileira Multidisciplinar – ReBraM</strong> é uma das publicações do Núcleo de Produções Científicas da Uniara. É um periódico criado em 1997 (na ocasião denominado “Revista Uniara”) e, que desde então, sofreu grande evolução com o objetivo de aumentar a visibilidade e abrangência nacional e internacional, além de tornar o processo de submissão e publicação mais eficiente.</p><p>Publica artigos inéditos das mais diversas áreas da ciência que apresentem resultados originais de pesquisa, trabalhos de revisão, de divulgação, comunicações breves, resenhas nos idiomas português, inglês e espanhol produzidos por pesquisadores e/ou professores, alunos de pós-graduação, vinculados a instituições de ensino superior e institutos de pesquisa nacionais e internacionais.</p><p>Com periodicidade quadrimestral, publicando cada uma de suas novas edições nos meses de Janeiro, Maio e Setembro, entretanto, o fluxo de recebimento de trabalhos é contínuo.</p><p>Todos os artigos submetidos à revista são submetidos à avaliação de consultores <em>ad hoc </em>com experiência na área do manuscrito.</p><p>Atualmente, este periódico está <strong>indexado nas seguintes bases de dados e buscadores:</strong> ; Base - Bielefeld Academic Search Engine (Approved); Latindex (Approved); Redib (Approved); OpenAire; PKP INDEX; Gale Cengage Learning; (Approved) ; Ebsco Host (Approved); DOAJ (Approved); Portal Periódicos CAPES/MEC (Approved); Sumários (Approved )Google Scholar; Funadesp; Redalyc (em avaliação); Dialnet (em avaliação); ErihPlus (em avaliação). Esses indexadores internacionais têm como objetivo promover a divulgação e visibilidade dos artigos publicados pela revista.</p><div> </div><div><p>Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos </p></div></div><div> <img src="/public/site/images/admuni2k/Marca-ABEC-Simples_10porcento.jpg" alt="" /></div><div> </div><div> </div><div><span>Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA) </span></div><div><span><br /></span></div><div><img src="/public/site/images/admuni2k/dora200pxcolor.jpg" alt="" /></div> https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1592 A poluição biológica e seus riscos para a biodiversidade: espécies exóticas e invasoras no campus da UFSCar de São Carlos 2022-10-03T11:19:51-03:00 Renato D'Elia Feliciano renato.d.feliciano@gmail.com Marcelo Nivert Schlindwein mnivert@ufscar.br <p>A poluição biológica e a introdução de espécies exóticas são problemas cada vez mais presentes, tendo em vista o cenário atual de fragmentação de habitats, expansão urbana, alteração dos ecossistemas e globalização. Desta forma, a introdução de espécies é considerada como a segunda maior causa responsável pela extinção de espécies, ficando atrás somente da destruição de habitats. Neste sentido, entender a dinâmica do processo de invasão e consolidação de uma espécie exótica como invasora, assim como a identificação de quais espécies encontradas no Brasil são consideradas como invasoras é de extrema importância, visto que tais espécies impactam diretamente a manutenção dos ecossistemas naturais e da diversidade das espécies nativas. Neste trabalho visou-se realizar a elaboração de uma lista das espécies com potencial de se tornarem invasoras encontradas no <em>campus</em> da Universidade Federal de São Carlos, em São Carlos, a partir do uso conjunto de observações e registros locais, e da literatura especializada. A listagem considerou tanto as áreas verdes e remanescentes florestais, quanto as áreas antropizadas. Como resultado, obteve-se uma lista com 27 espécies distintas, dentre mamíferos, aves, peixes e invertebrados (<em>Hexapoda</em>, <em>annelida</em> e <em>Mollusca</em>), que foram avaliadas de acordo com o potencial de se tornarem espécies invasoras no local (potencial de espécie invasora: Baixa, Moderada, Alta e Muito Alta). A partir disso, analisou-se a situação de cada espécie individualmente, considerando a realidade do contexto local e da literatura, de forma a discutir quais os processos e impactos envolvidos caso as espécies se tornem invasoras. Por fim relacionou-se o aumento da presença de espécies exóticas e sinantrópicas no campus com o crescimento das áreas urbanas na região e no entorno, apresentando argumentos sobre como a atividade humana influencia na dispersão e consolidação de certas espécies como invasoras e quais medidas podem auxiliar na prevenção ou combate do impacto da poluição biológica nos ecossistemas naturais.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2006 Efeito do uso da rochagem associada a plantas de cobertura nos caracteres agronômicos do trigo 2023-09-04T15:02:33-03:00 Jandrei Matheus Stein jandreistein@hotmail.com Edleusa Pereira Seidel seideledleusa8@gmail.com Tiago Rafael Kunz tiahorkunz19@gmail.com Luane Laíse Oliveira Ribeiro luanelaiseifpa@hotmail.com Monica Carolina Sustakowski monica_sustakowski@hotmail.com <p>O estudo de fontes alternativas de adubação mais sustentáveis é uma necessidade, principalmente para a cultura do trigo e devido sua grande importância. sobre as características agronômicas do trigo. O delineamento foi o inteiramente ao acaso em esquema fatorial (3x2) + 2 tratamentos adicionais distribuídos em quatro repetições. O primeiro fator consistiu em três adubos verdes: <em>Urochloa riziziensis</em>, <em>Clotalária juncea</em> e Nabo forrageiro; o segundo fator foi a ausência ou presença de pó de rocha (8 ton ha<sup>-1</sup>); os tratamentos adicionais foram: adubação de formulado (NPK) na dose de 300 kg ha<sup>-1 </sup>e ausência de adubação (testemunha absoluta). Foi avaliado os componentes agronômicos do trigo como diâmetro de caule, altura de plantas, volume de raiz, matéria seca da parte aérea e matéria seca das raízes. A crotalária produziu o maior teor de matéria seca na ausência de pó de rocha. As características agronômicas foram semelhantes no tratamento que recebeu NPK e a testemunha.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1548 Pesquisa do consumo de própolis durante a pandemia de COVID-19 2022-09-08T08:26:36-03:00 Marta Regina Verruma-Bernardi verruma@ufscar.br Julio Maganha Gouvêa julio.mgouvea@gmail.com Paula Porrelli Moreira da Silva pporrelli@alumni.usp.br Gustavo Candido Jacobassi gustavojacobassi@ufscar.br Thiago Antonio Moretti de Andrade tandrademoretti@gmail.com Thiago Antonio Moretti de Andrade tandrademoretti@gmail.com <p>A própolis é produzida pelas abelhas a partir de diversas origens botânicas e está em expansão de consumo na forma de extrato. Durante a pandemia de COVID-19, os hábitos de consumo do extrato da própolis podem ter mudado, por produto culturalmente veiculado como remédio natural. Para a coleta de dados foi utilizado o método <em>Survey</em>, questionário composto por 17 questões e 227 respondentes. Os dados foram exportados para uma planilha do Excel, onde ocorreu uma análise de distribuição das variáveis qualitativas e quantitativas de cada pergunta selecionada. Verificou-se que 64,3% mulheres e 35,7% homens, faixa etária predominante entre 20 e 29 anos, público heterogêneo em questão de escolaridade e renda, sendo que 86,4% dos participantes eram do estado de São Paulo. Quanto ao nível de escolaridade, 39,3% dos participantes estavam cursando ou tinham pós-graduação; 56% estavam cursando ou tinham graduação completa e 4,7% com ensino médio ou fundamental. Cerca de 185 (81,49%) dos 227 participantes, 185 (81,49%) utilizam o própolis quando estão doentes, principalmente para a dor de garganta (23,9%). Outras razões para o consumo da própolis foram: COVID-19, gripe e resfriado, imunidade e sinusite. Cerca de 21,1% dos participantes aumentaram o consumo de extrato de própolis durante a pandemia.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2100 Produção de compósitos à base de Celulose bacteriana/Laponita organofuncionalizados com 3-aminopropiltrimetóxisilano visando aplicações médico farmacêuticas. 2024-01-15T15:30:52-02:00 Jhonatan Silva jhonatanmiguelsilva1@gmail.com Nayara Carolina Nunes nayara.carolina@hotmail.com Vera Regina Leopoldo Constantino veraconst@gmail.com Hernane da Silva Barud hernane.barud@gmail.com <p>Em comparação com os curativos tradicionais, as membranas de celulose bacteriana (CB) apresentam características interessantes no tratamento de lesões cutâneas como: o alívio imediato da dor, a manutenção da umidade local, a ação como barreira física de proteção, e a adsorção de exsudatos durante a fase inflamatória; contudo, não possuem propriedade antibacteriana intrínseca. Já em sistema de liberação de fármacos, a CB apresenta um modelo de liberação rápida do princípio ativo (“burst release”) que possui efeitos negativos, podendo ser farmacologicamente perigosos. Desta forma, o objetivo do presente trabalho é a obtenção de compósitos à base de CB e a argila Laponita &nbsp;&nbsp;organofuncionalizados com grupos amino para o desenvolvimento de um novo material que sirva como precursor de curativos multifuncionais com ação antibacteriana e sistema de liberação controlada de fármacos. A espectroscopia vibracional no infravermelho mostrou as bandas referentes aos grupos -NH<sub>2</sub> e Si-O, da estrutura do silano e da argila, respectivamente, indicando assim a presença desses componentes na amostra. Além disso, a modificação da celulose ocasionou mudanças estruturais das regiões cristalinas da CB. Observou-se a presença de grânulos superficiais nas fibras, a redução da estabilidade térmica e uma mudança na permeação ao vapor de água, comparados com a CB prístina, indicando sucesso na modificação do polímero.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2007 Estudo da estabilidade de uma loção corporal hidratante com óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis L.) 2023-09-04T14:58:42-03:00 Gabriele Verginaci gabverginaci@gmail.com Carolina Dal Bianco daalbianco@gmail.com Edneia Durli Giusti DurliGiusti@gmail.com Letícia Thaís Chendynski leticiachendynski@gmail.com Sandra Inês Adams Angnes Gomes Angnes Gomes angnes@gmail.com <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Times New Roman, serif;">Este trabalho trata do estudo da estabilidade de um creme corporal com óleo de alecrim em comparação com o creme sem óleo essencial de alecrim. A pesquisa foi realizada no laboratório de farmacologia do Instituto Federal de Palmas/PR, </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><em>Campus </em></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">Palmas. O material vegetal fresco de alecrim coletado foi submetido a extração do Óleo Essencial por hidrodestilação com Clevenger, durante o período de duas horas a temperatura de ebulição. O óleo essencial de alecrim foi incorporado em um fluido hidratante à composição de 0,5%. Para acompanhamento do comportamento das estabilidades das emulsões seguiu-se as metodologias propostas pela Farmacopeia Brasileira. Foram realizados os testes de centrifugação, pH, ciclo de congelamento e descongelamento e a densidade. O rendimento do óleo foi de 0,1047%, inferior aos achados na literatura 0,30%, podendo-se atribuir este fato as diferentes edafoclimáticas as quais as plantas estão submetidas. No que se refere a estabilidade preliminar da loção testada, pode-se dizer que a adição do óleo essencial de alecrim não impactou negativamente na loção base, pois os parâmetros de densidade, pH e aspecto após congelamentos, descongelamentos e centrifugação, não demonstraram alterações relacionadas a degradação do produto. Um ponto positivo observado em relação a adição do óleo a loção foi que o pH do produto apresentou-se próximo ao pH cutâneo diferente da loção base utilizada. </span></p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1997 Utilização dos serviços de saúde por mulheres trans em situação de rua: uma percepção em Belo Horizonte 2023-08-23T21:06:46-03:00 Bárbara Ingrid de Souza Silva barbaraanjo.ingrid@gmail.com Sheila Aparecida Ferreira Lachtim sheila.massardi@gmail.com Nathália de Moura Figueiredo nathaliamoura.f@hotmail.com Carla Gabriella Ribeiro Randow randowcarla@gmail.com Thiago Gomes Gontijo Gomes Gontijo thiago.gontijo15@gmail.com Giselle Lima de Freitas gisellelf@yahoo.com.br <p>Estar em situação de rua expõe as pessoas trans a extrema vulnerabilidade e situação de risco. Em relação às mulheres trans, além de agravar a vulnerabilidade já exposta nas ruas, o principal obstáculo na utilização dos serviços de saúde é a assistência discriminatória, estruturada na transfobia institucionalizada e a hostilidade nos serviços. O objetivo do estudo foi analisar a percepção de mulheres trans em situação de rua quanto a utilização dos serviços de saúde. Realizou-se um estudo qualitativo descritivo no período de 22 de agosto a 21 de setembro de 2021, o cenário para a pesquisa foi o Centro Integrado de Atendimento à Mulher e houve a participação de quatro mulheres trans em situação de rua. A coleta foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas e os dados foram submetidos à análise de conteúdo. A partir da leitura do material foi possível identificar três categorias: I) Conhecimento em saúde; II) Facilidades e dificuldades na utilização dos serviços de saúde por mulheres trans; III) Planejamento de futuro. As mulheres trans em situação de rua estão sujeitas a sofrerem duplamente vulnerabilidade, devido ao contexto no qual estão inseridas. Os resultados permitem confirmar a relevância da capacitação dos profissionais para o atendimento ao público trans, bem como da necessidade de se produzir novos estudos que abordem a temática. </p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1603 Análise do juiz das garantias diante do inquérito policial no sistema acusatório 2022-10-14T23:27:12-03:00 Elvis Gomes Marques Filho elvisfilho@pcs.uespi.br Matheus Costa Barbosa mateus@gmail.com Thyago Felype de Moura Brito tfdemourabrito@aluno.uespi.br <p>O presente estudo apresenta as nuances do instituto dos Juiz das Garantias, inserido no Código de Processo Penal Brasileiro (CPP) pela&nbsp;Lei&nbsp;13.964 de Dezembro de 2019. Para tanto, apresenta-se o papel exercido de tal figura na persecução penal no Brasil, especialmente na fase pré-processual. Esta pesquisa permite analisar a atuação do juiz à luz da Constituição Federal do 1988 e sua aproximação ao sistema inquisitório, pois era permitida ao juiz da ação penal atuar de forma direta durante o Inquérito Policial. A partir disso, procura-se apresentar o Juiz das Garantias, solução encontrada para superar esta aproximação e orientar a construção de um juiz que atuará na fase investigativa, garantidor dos direitos humanos e fundamentais. Desta forma, humaniza-se a persecução penal, atendo-se às premissas de um sistema processual garantista. Por fim, são apresentadas as dificuldades e impasses para sua plena aplicação prática, além de avaliar sua influência na persecução penal no Brasil, concluindo que a efetiva aplicação do Juiz das Garantias pode permitir a modernização da investigação criminal, o que servirá como instrumento para diminuir a cultura inquisitória no ordenamento pátrio, além de contribuir para a busca da imparcialidade do julgador.</p> <p>&nbsp;</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1982 Avaliação do reuso de cromo de resíduos químicos provenientes de análises de carbono orgânico total (COT) pelo método de Walkley-Black em solos de Rondônia, Brasil 2023-08-10T16:05:28-03:00 Dham Khlisman Velozo da Silva dhamkhlisman@gmail.com Rozilaine Aparecida Pelegrine Gomes de Faria rozilaine.faria@ifmt.edu.br Edgar Nascimento edgar.nascimento@ifmt.edu.br Adriana Paiva de Oliveira adriana.oliveira@ifmt.edu.br <p>A metodologia de determinação de carbono orgânico total (COT) utilizada pelo laboratório de solos do IFRO, <em>Campus</em> Colorado do Oeste, tem como resíduo químico uma solução aquosa ácida contendo cromo (tri e hexavalente). Assim, o presente trabalho teve como objetivos desenvolver e validar um método de recuperação de cromo a partir desses resíduos; e reusar esse metal recuperado em análises de determinação de COT em solos do Estado de Rondônia. A recuperação do cromo foi realizada por meio de reações de oxirredução e precipitação; a quantificação do COT dos solos foi feita pelo método de Walkley-Black; a concentração de cromo total foi determinada por espectrometria de absorção atômica em chama; e a concentração de Cr(VI) foi determinada por espectrofotometria UV-Visível utilizando reação com 1,5-difenilcarbazida. Os teores de COT de 51 amostras de solo foram determinados utilizando-se o método convencional, e o método modificado (com o reuso do cromo recuperado). Os resultados obtidos apresentaram distribuição normal (p-valores&gt;0,05) e um coeficiente de correlação de Person (entre os métodos) igual a 0,9978643. A análise de <em>clusters </em>mostrou que a maioria das amostras apresenta teores de COT similares para ambas as metodologias e as divergências encontradas são relativamente baixas (menores que 1,59 g/kg de COT). Diante disso, conclui-se que a recuperação de cromo foi bem-sucedida e seu reuso na determinação de COT resultou em um método modificado com excelente correlação linear positiva em relação ao método de referência, com repetibilidade e precisão intermediária adequadas e alta confiabilidade analítica.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1783 Profissional de educação física e os cuidados paliativos: uma atuação e compreensão necessária 2023-03-17T12:11:11-03:00 Breno Augusto Bormann de Souza Filho brenobormann@hotmail.com Érika Fernandes Tritany erika.tritany@gmail.com <p>A Resolução nº41 da Comissão Intergestores Tripartite, de 31 de outubro de 2018, insere os Cuidados Paliativos aos cuidados continuados integrados em qualquer ponto da Rede de Atenção à Saúde, ofertados pelas equipes multiprofissionais, o que inclui os Profissionais de Educação Física (PEF). Entretanto, são observadas lacunas na literatura sobre o papel dos PEF nos Cuidados Paliativos (CP), o que estimula o debate acerca da ampliação do horizonte de atuação dos PEF, no que tange aos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias nos CP. A prática no contexto dos CP, mostra-se importante no que tange aos cuidados durante o percurso das doenças, cuidados de fim de vida, e luto. Assim, apresentamos caminhos para atuação dos PEF neste campo de atuação multiprofissional como parte de uma assistência completa à saúde. Propõe-se, assim, qualificar a atuação dos PEF e melhorar a qualidade da assistência prestada aos pacientes e seus familiares em CP.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2065 Competências digitais em educação: do conceito à prática – Uma resenha crítica da obra 2023-10-29T20:34:37-03:00 Joyce Duarte Queiroz jodqueiroz@gmail.com <p>A presente resenha tem por finalidade promover uma análise crítica do livro intitulado "Competências Digitais em Educação: da Teoria à Prática". A obra se concentra na identificação e reflexão sobre a implementação das competências digitais demandadas na contemporaneidade em contexto educacional, adaptando-as de maneira a contribuir com estratégias enriquecedoras tanto para docentes quanto discentes. livro destaca a importância das competências digitais na EaD e oferece insights sobre como essas competências podem ser desenvolvidas e avaliadas, tanto para professores quanto para alunos. Ele enfoca a necessidade de adaptação à era digital e ao uso eficaz da tecnologia na educação.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1848 Aplicações de drones em emergências, desastres e ajuda humanitária: Uma revisão sistemática da literatura 2023-04-23T17:00:24-03:00 Lorran Junqueira lorran.junqueira@unifesp.br Luiz Eduardo Galvão Martins legmartins@unifesp.br Ana Estela da Silva aeasilva@unicamp.br <p>Existe a necessidade de tecnologia para permitir respostas mais eficientes a riscos e emergências, além da crescente demanda por novas tecnologias para atender a população. Este estudo teve como objetivo buscar na literatura sobre Sistemas Aeronaves Não Tripuladas (UAS), conhecidas como “drones”, para identificar as principais barreiras e requisitos para o uso de Aeronaves Não Tripuladas. Uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL) foi realizada usando quatro bibliotecas digitais, considerando artigos publicados de 2011 a 2022 relacionados às Aeronaves Não Tripuladas como ferramenta para busca e resgate durante emergências. No total, foram encontrados 1.030 artigos. Destes, 173 foram importados para seleção. 86 artigos e quatro outras RSL foram aceitos e analisados minuciosamente. Este artigo discute diferentes metodologias sobre como aeronaves remotamente pilotadas podem ser usadas em aplicações associadas a equipes de resgate, bombeiros, gestão urbana, autoridades, hospitais e instituições de pesquisa. Os resultados visam permitir que os envolvidos com operações relacionadas explorem ferramentas promissoras para uso prático em cenários críticos, juntamente com suas vantagens e limitações.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1638 A Doença periodontal associada a artrite reumatoide, diabetes e doenças cardiovasculares: Revisão de literatura 2022-12-12T17:24:33-02:00 Angélica Letícia Reis Pavanelli angelica.pavanelli@unesp.br Marcela Borghi Olenscki marcela.olenscki@gmail.com Maria Clara Victorino mariaclaravictorino@outlook.com Joni Augusto Cirelli joni.cirelli@unesp.br Rogério Margonar rogeriomargonar@terra.com.br <p>A Organização Mundial da Saúde estima que doenças periodontais graves afetam cerca de 14% da população adulta global, representando mais de um bilhão de casos no mundo. A doença periodontal (DP) é desencadeada pela resposta imune do hospedeiro contra microrganismos patogênicos do biofilme dental e é caracterizada pela destruição do tecido gengival, osso alveolar e tecidos conjuntivos que sustentam o dente. O biofilme, composto por bactérias, estimula o processo de inflamação local gerado pelo aumento de citocinas, células inflamatórias como macrófagos, células B e T. O equilíbrio entre a virulência do biofilme local e a resposta imune do hospedeiro influenciam na progressão e gravidade da doença periodontal. Diversos fatores e condições sistêmicas podem interferir e modular a resposta do hospedeiro, e a relação entre doença periodontal e doença sistêmica é bidirecional, ou seja, a doença periodontal pode levar a resultados sistêmicos adversos, e certas doenças sistêmicas predispõem os indivíduos à doença periodontal. Existem diversas espécies de patógenos abundantes na cavidade oral, principalmente bactérias anaeróbicas Gram-negativas, que produzem endotoxinas que contribuem diretamente com doenças sistêmicas. Estudos recentes demonstraram possíveis mecanismos pelos quais a periodontite pode aumentar a suscetibilidade a doenças sistêmicas. Esta revisão de literatura buscou apresentar a possível relação da doença periodontal com artrite reumatoide, diabetes mellitus e doenças cardiovasculares por meio de levantamento bibliográfico realizado nas bases de dados: PubMed, PERIÓDICOS CAPES, MEDLINE, LILACS e Biblioteca Virtual em Saúde. Diante dessa pesquisa, pode-se concluir que a doença periodontal e a saúde sistêmica têm uma associação bidirecional.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1684 Qualidade Lipídica de Peixes Nativos da Amazônia, Panorama e Perspectivas de Mercado da Piscicultura Brasileira 2023-01-23T22:18:11-02:00 Regiane Pandolfo Marmentini regiane.pandolfo@ifro.edu.br Jerônimo Vieira Dantas Filho jeronimovdantas@gmail.com Raphael Brito dos Santos raphaelbrito06@hotmail.com Carlos Andre Amaringo Cortegano camaringoc@unmsm.edu.pe Jucilene Cavali jcavali@unir.br <p>O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento bibliométrico sobre a composição lipídica de peixes nativos da Amazônia e o panorama da aquicultura internacional, panorama da aquicultura brasileira, produção de pescado nativo, características da carne do pescado brasileiro, aspectos nutricionais e benefícios do consumo e mercado do pescado nativo, assim como perspectivas da piscicultura brasileira. Trata-se de um estudo de levantamento de dados que se caracteriza como exploratório descritivo, de caráter qualitativo, objetivando analisar, sistematizar, comparar e cruzar dados entre diferentes literaturas científicas relacionadas ao tema. As buscas na Web, armazenamento e análise dos dados foram realizadas no período de março a agosto de 2021. As bases bibliográficas para realização das buscas foram Scopus, Web Science, Elsevier, Hindawi, Scielo, Wiley, Periódicos CAPES/Brasil e repositórios institucionais. As pesquisas buscaram descritores nos idiomas português e inglês, com palavras e termos separados pelos operadores booleanos 'AND' e 'OR'. Além de ser sustentável, o consumo de peixes cultivados nativos é uma escolha saudável do ponto de vista nutricional, pois contém ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados que estão relacionados ao efeito anti-inflamatório e à menor propensão a doenças cardiovasculares nos consumidores. Em relação aos problemas da cadeia produtiva, estudos de mercado devem ser realizados para cada região do Brasil. Além disso, é necessário mais investimento em sistemas integrados de cultivo. Ou seja, a certificação de qualidade é necessária para universalizar o consumo de peixes nativos brasileiros. Portanto, o futuro do mercado de peixes nativos dependerá de uma melhor divulgação, para atrair diferentes nichos de mercado.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2023 Possíveis aplicações dos probióticos e simbióticos na modulação da fisiopatologia da obesidade e seus desfechos: Uma revisão narrativa 2023-09-21T14:17:48-03:00 Luis Otávio Aguiar Cavicchia luis.o.cavicchia@gmail.com Martha Elisa Ferreira de Almeida martha.almeida@ufv.br <p>Em 2030, 1,12 milhões de pessoas no mundo serão obesas, gerando sérias preocupações de saúde global. A obesidade não se limita a questões estéticas, e está intrinsecamente ligada a distúrbios metabólicos. Embora intervenções farmacológicas, dietéticas, de estilo de vida e educacionais tenham se mostrado eficazes na prevenção e tratamento da obesidade, há uma necessidade crescente de identificar alternativas de baixo custo e risco que possam ser adotadas sem efeitos colaterais prejudiciais. Nesse contexto, a modulação da microbiota intestinal emerge como uma área promissora. A microbiota intestinal desempenha um papel crucial em sistemas como o cardiovascular, imunológico, endócrino, inflamatório, metabolismo e regulação genética. Nos últimos anos, tem havido um aumento nas evidências de que o desequilíbrio da microbiota intestinal está relacionado à obesidade. Assim, essa revisão examina como os probióticos e simbióticos podem ajudar a tratar e prevenir a obesidade, destacando possíveis mecanismos entre o binômio microbiota-hospedeiro e seus efeitos na saúde de pessoas com obesidade ou risco de desenvolvê-la. Foi realizada uma busca nas bases de dados: Pubmed/MEDLINE, ScienceDirect e SciELO. Os resultados permitiram estabelecer um panorama dos usos terapêuticos dos probióticos e simbióticos em indivíduos obesos com ou sem outras patologias, assim como estabelecer hipóteses e correlações entre as alterações da microbiota e modulação obesogênica nos indivíduos. Pode-se concluir que tais intervenções são promissoras e capazes de modular de maneira local e sistêmica o metabolismo, parâmetros bioquímicos e composição corporal alterados pela obesidade e podem ser uma intervenção complementar alternativa de baixo custo e risco para essa patologia.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1714 O Motor a combustão via ciclo Otto: teorias e análise do desempenho 2023-02-09T12:26:54-02:00 André Luíz Alves andre.alves@ufes.br Antônio Carlos Barboza Zancanella antonio.zancanella@ifes.edu.br <p>O presente trabalho, desenvolvido por um estudante finalista do curso de Física possui caráter interdisciplinar, pois envolve questões econômicas, de engenharia e física. &nbsp;O principal foco deste estudo foi avaliar o consumo de combustível de um motor via ciclo Otto alimentado com gasolina proveniente de diferentes postos de abastecimento localizados no município de São Mateus, ES. Analisou-se também a vibração e temperatura do sistema durante a operação. Para realização dos testes utilizou-se um motor da marca Renaut com volume da câmara de combustão de 1,6 litros, abastecido com quatro fontes diferentes de gasolinas. Registrou-se o consumo de combustível, temperatura, vibração e teor de álcool. Os resultados mostraram que o consumo de combustível foi maior em gasolinas com maior teor de álcool. Observou-se uma variação máxima de 5°C no regime de funcionamento do motor. Concluiu-se então que o consumo é afetado pelo teor de álcool de cada gasolina e a vibração proveniente do motor altera conforme o teor de álcool.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2133 Aleitamento materno em tempos de COVID-19: uma revisão de literatura 2024-02-16T22:38:00-02:00 José Artur Oliveira Pereira arturodontoufc@gmail.com Déborah Olimpio Garcia deboraholimpoodontologia@gmail.com Sara Maria Silva sara.maria2808@alu.ufc.br Amanda Barbosa Pereira amandabarbosap@gmail.com Patrícia Leal Dantas Lobo patricialobo@ufc.br <p>A pandemia de COVID-19 causou danos à saúde pública mundial, incluindo prejuízos à prática do aleitamento materno. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho é revisar a literatura, a fim de fornecer informações relevantes para orientar a prática das equipes multiprofissionais. Para tal, um levantamento bibliográfico foi realizado nas bases de dados PubMed, Portal de Periódicos da CAPES, Cochrane, Biblioteca Virtual em Saúde e SciELO, utilizando os descritores “Breastfeeding”, “Health education” e “COVID-19” combinados entre si. Ao todo, foram selecionados 30 artigos, os quais foram publicados nos últimos 4 anos. Nota-se que existem indícios de transmissibilidade viral no aleitamento, fundamentados por resultados positivos na detectação do RNA viral em amostras de leite de mães doentes, mas essa taxa de contaminação é baixa, ainda mais quando adotados protocolos sanitários para exclusão de fatores externos. Por se tratar de uma condição recente, ainda está sendo estabelecido os impactos sociais da doença e os benefícios imunizantes relacionados ao leite materno, principalmente após a implantação de esquemas vacinais. Por um lado, já existem fortes indícios que a saúde, especialmente a mental, da díade mãe-bebê foi prejudicada pela dificuldade de contato com serviços de saúde, mas por outra perspectiva a pandemia se tornou uma oportunidade de defender a amamentação como política pública diante dos benefícios protetivos conhecidos e frente às evidências de imunização passiva dos neonatos contra o coronavírus.&nbsp; Conclui-se que os benefícios de amamentar são amplos em curto e em longo prazo, devendo ser uma prática defendida por toda equipe multiprofissional da saúde.</p> <p><strong>Palavras-chave</strong>: Aleitamento materno; COVID-19; Educação em saúde.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/2126 Da nostalgia à tendência: uma revisão sistemática do consumo de discos de vinil e perspectivas de pesquisas futuras 2024-02-07T18:36:23-02:00 Mateus da Mata Melo mateus17mello@gmail.com José Willer do Prado jose.prado@ufla.br Daniel Carvalho de Rezende danielderezende@ufla.br José de Arimatéia Dias Valadão jose.valadao@ufla.br <p>Nos últimos anos o consumo de discos de vinil experimentou constante crescimento. Os discos proporcionam uma experiência de consumo única e autêntica por meio de suas características físicas e qualidade sonora diferenciada. Este estudo busca analisar como se configura o campo de pesquisa sobre consumo de discos de vinil e apresentar sugestões de pesquisas futuras. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura utilizando as bases Web of Science e Scopus. Foram analisados 29 artigos sobre a temática. Os resultados revelaram uma quantidade limitada de estudos, resultando na ausência de grandes destaques de autores, instituições e periódicos para serem tomados como referência. Identificou-se alguns clusters temáticos e quatro grupos de sugestões de pesquisas futuras: consumo e mercado; consumo de culturas e grupos; nostalgia; e sentimentos e emoções. Esses temas indicam áreas e questões a serem exploradas e debatidas em estudos posteriores no campo do consumo de discos de vinil. Conclui-se que, apesar da crescente demanda por discos de vinil, o campo de pesquisa sobre seu consumo ainda é limitado e não segue a (re)expansão de seu mercado. Mais estudos são necessários para compreender melhor as motivações dos consumidores, os padrões de consumo e o impacto desse fenômeno no mercado musical.</p> 2024-01-01T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2024 Revista Brasileira Multidisciplinar