https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/issue/feed Revista Brasileira Multidisciplinar 2020-10-28T13:41:48-03:00 Profa. Dra.Maria Lúcia Ribeiro revistauniara@uniara.com.br Open Journal Systems <div id="journalDescription"><p>A<strong> Revista Brasileira Multidisciplinar – ReBraM</strong> é uma das publicações do Núcleo de Produções Científicas da Uniara. É um periódico criado em 1997 (na ocasião denominado “Revista Uniara”) e, que desde então, sofreu grande evolução com o objetivo de aumentar a visibilidade e abrangência nacional e internacional, além de tornar o processo de submissão e publicação mais eficiente.</p><p>Publica artigos inéditos das mais diversas áreas da ciência que apresentem resultados originais de pesquisa, trabalhos de revisão, de divulgação, comunicações breves, resenhas nos idiomas português, inglês e espanhol produzidos por pesquisadores e/ou professores, alunos de pós-graduação, vinculados a instituições de ensino superior e institutos de pesquisa nacionais e internacionais.</p><p>Com periodicidade quadrimestral, publicando cada uma de suas novas edições nos meses de Janeiro, Maio e Setembro, entretanto, o fluxo de recebimento de trabalhos é contínuo.</p><p>Todos os artigos submetidos à revista são submetidos à avaliação de consultores <em>ad hoc </em>com experiência na área do manuscrito.</p><p>Atualmente, este periódico está <strong>indexado nas seguintes bases de dados e buscadores:</strong> ; Base - Bielefeld Academic Search Engine (Approved); Latindex (Approved); Redib (Approved); OpenAire; PKP INDEX; Gale Cengage Learning; (Approved) ; Ebsco Host (Approved); DOAJ (Approved); Portal Periódicos CAPES/MEC (Approved); Sumários (Approved )Google Scholar; Funadesp; Redalyc (em avaliação); Dialnet (em avaliação); ErihPlus (em avaliação). Esses indexadores internacionais têm como objetivo promover a divulgação e visibilidade dos artigos publicados pela revista.</p><div> </div><div><p>Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos </p></div></div><div> <img src="/public/site/images/admuni2k/Marca-ABEC-Simples_10porcento.jpg" alt="" /></div><div> </div><div> </div><div><span>Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA) </span></div><div><span><br /></span></div><div><img src="/public/site/images/admuni2k/dora200pxcolor.jpg" alt="" /></div> https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/786 Dislexia do desenvolvimento e desafios da prática pedagógica 2020-07-25T16:30:46-03:00 Sidney Lopes Sanchez Júnior sid.educacaocp@gmail.com Marília Bazan Blanco mariliabazan@uenp.edu.br <p><strong>:</strong> O objetivo dessa pesquisa é tecer considerações a respeito da dislexia do desenvolvimento e mostrar o quão importante esse conhecimento é para os professores que trabalham com crianças na idade escolar, contribuindo para que os mesmos possam pensar em estratégias de intervenção para minimizar a dificuldade de aprendizagem do processo de leitura e escrita. Ler e escrever é um processo linguístico que insere o indivíduo ao mundo do conhecimento. A dislexia caracteriza-se pelo transtorno específico na aprendizagem destas habilidades, que segundo o DSM-V, implica em um rendimento escolar abaixo do esperado para idade cronológica, ao potencial intelectual e à escolaridade deste indivíduo. O professor que conhece os processos cerebrais que envolvem a leitura e a escrita, os utilizam como ferramentas para planejar sua ação pedagógica de forma explorar os sentidos da criança para que a aprendizagem aconteça. Mesmo que não haja consenso sobre as causas e definições de dislexia, o déficit na consciência fonológica vem sendo um dos principais fatores associados que necessitam de intervenção para que haja o desenvolvimento dessas habilidades. Ressaltamos que quanto mais cedo obtivermos um diagnóstico e uma intervenção conjunta por parte dos profissionais, maiores são as chances de sucesso e sanar as dificuldades da criança sem muitos traumas.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/714 O metabolismo de apolipoproteínas e lipoproteínas na doença de Parkinson 2020-06-20T22:29:27-03:00 Andressa Milchareck dessa.milchareck@gmail.com Amanda Stolzenberg Blembeel amandinha199330@gmail.com Caroline Dani carolinedani@yahoo.com.br Cláudia Funchal csfunchal@yahoo.com.br <p>Revisar os recentes avanços sobre o estudo do metabolismo de apolipoproteínas e lipoproteínas e sua associação na Doença de Parkinson (DP), a segunda doença neurodegenerativa mais comum que afeta principalmente a população idosa. Foi realizada uma revisão literária através de artigos científicos das bases de dados Pubmed, Science Direct, Scopus e Scielo. A seleção dos artigos considerou aqueles mais relevantes de acordo com a abrangência do tema proposto, de forma não sistemática. Foram selecionados 24 artigos entre 2010 a 2018 que discutiam DP com metabolismo de apolipoproteínas e lipoproteínas. Apoliproteinas e lipoproteínas podem contribuir como biomarcadores para o desenvolvimento, progressão e diagnóstico de DP, entretanto estudos adicionais são necessários para elucidar os mecanismos envolvidos na associação entre o metabolismo e o risco da doença.</p> 2020-11-26T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/831 Movimentos sociais de moradia e a luta pelo espaço da cidade: Cenário de transformações, palco de lutas e conflitos na grande Vitória/ES na década de 1980 2020-07-15T15:02:12-03:00 ANDREIA FERNANDES MUNIZ afernandesmuniz@gmail.com Eneida Maria Souza Mendonça eneidamendonca@gmail.com <p>Este trabalho objetiva apresentar e analisar a relação entre as diferentes políticas habitacionais propostas no país e o surgimento dos movimentos sociais de moradia, que emergem em um cenário urbano de crise e transformações e protagonizam, em um palco de lutas e conflitos, reivindicações que se materializaram no espaço urbano e impactaram na configuração espacial das cidades. O recorte empírico de investigação é a Região da Grande Vitória na década de 1980, época em que ocorreram intensas mobilizações sociais, influenciadas por um contexto de mudanças nacionais. O trabalho norteia-se pela revisão teórica, pela pesquisa em reportagens de jornais e relatos de atores que atuaram na luta pela moradia na época analisada. Os resultados demonstram a importância dos movimentos sociais de moradia e suas reivindicações, não resolvidas por diferentes políticas habitacionais até hoje.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/798 Prevalência das malformações associadas à invaginação basilar e suas manifestações clínicas 2019-11-22T22:12:55-02:00 Milena Lima de Araújo milenaaraujo@med.fiponline.edu.br <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar e avaliar a prevalência das malformações associadas à invaginação basilar (IB) e seus sinais e sintomas. <strong>Métodos: </strong>Revisão integrativa com pesquisa nas bases de dados da Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS<sup>®</sup>), <em>Medical Literature Analysis and Retrieval System Online</em> (MEDLINE<sup>®</sup>), por meio da ferramenta de indexação de publicações médicas (PubMed), e <em>Scientific Electronic Library Online</em> (SciELO). Os termos não controlados empregados na busca em inglês, foram<em>: basilar invagination, Arnold-</em><em>Chiari Malformation</em><em>, syringomyelia, platybasia, hydrocephalus e brachycephaly</em>. <strong>Resultados: </strong>De 31 artigos analisados, mais da metade estava publicado em inglês e no ano de 2017. Dentre eles, a IB do tipo B foi mais relatada nas publicações. A maioria dos periódicos contemplou as manifestações clínicas sejam associadas exclusivamente à IB ou da transição craniovertebral. Evidenciou-se que a IB está comumente associada com a Malformação de Chiari (MC), braquicefalia e platibasia, e menos frequentemente com siringomielia e hidrocefalia. Dentre as principais queixas da IB está a cefaleia occipital ao esforço, dor no pescoço e restrição dos movimentos. <strong>Conclusão:</strong> A IB estava constantemente associada com platibasia, braquicefalia e MC. As manifestações clínicas mais citadas estão a dor no pescoço, torcicolo de repetição e dor de cabeça ao esforço. Sendo mais agudas nos casos de IB do tipo A e progressivas no tipo B.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/761 Feminicídio: Uma breve reflexão sobre a violência contra a mulher e o panorama em um estado do nordeste brasileiro 2020-07-30T14:18:07-03:00 Salen Marchesi de Almeida salenmarchesi@hotmail.com Marcus Vitor de Carvalho marcus.carvalho@upe.br Emília Alves do Nascimento emilianascimento21@hotmail.com Rodrigo Araújo de Queiroz rodrigoqueiroz.jpa@gmail.com Fábio Cavalcanti Pereira emaildfabio@gmail.com Gabriela Granja Porto Petraki gabriela.porto@upe.br Evelyne Pessoa Soriano evelyne.soriano@upe.br <p>Feminicídio é compreendido como o assassinato de mulheres em razão de gênero, não sendo restrito às esferas doméstica e familiar, podendo ocorrer em diferentes cenários, contextos sociais e políticos. No Brasil, foram criadas legislações que visam à prevenção, à proteção, ao controle e à punição desse tipo de violência. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo destacar a importância da Lei Maria da Penha e da Lei do Feminicídio no combate à violência de gênero e realizar uma breve reflexão sobre o panorama do feminicídio em um Estado do Nordeste brasileiro. Trata-se de estudo teórico-reflexivo sobre a violência contra a mulher, a partir da análise dos documentos legais específicos citados. Ademais, são abordadas questões de natureza demográfica e social, bem como a observação de dados oficiais publicados no Atlas da Violência 2018 e no Relatório de Feminicídios no Estado do Maranhão – 2017. Observou-se que entre os anos 2006 e 2016 o Maranhão apresentou um aumento de 130% nas mortes de mulheres. As mortes por feminicídio saltaram de 25 em 2015 para 50 em 2017, sendo 58% ocorridas dentro da residência das vítimas e tendo como principal motivação o ciúme e a não aceitação da separação recente. 36% dos feminicídios foram executados por cônjuge ou companheiro e 26% por ex-cônjuge ou ex-companheiro. A arma branca foi o instrumento mais utilizado (54%). A violência contra a mulher é um problema crônico e preocupante. As leis Maria da Penha e do Feminicídio geraram mudanças em favor da cidadania feminina, todavia ainda são necessários avanços para concretização das obrigações por elas propostas.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/840 Rotavírus e a emergência de novos genótipos: Uma revisão narrativa 2020-07-25T17:33:19-03:00 Jaqueline Lopes Damasceno jaquelinelopes.bio@hotmail.com <p>A infecção por rotavírus, diretamente relacionada à qualidade de vida da população, pode culminar na morte, principalmente de crianças. Esta revisão discute a prevalência e distribuição de genótipos de rotavírus, com foco na variação genotípica do vírus após a implementação de vacinas e a infecção cruzada entre espécies animais e humanas. Foi pesquisada a literatura publicada de janeiro de 2006 a julho de 2017, utilizando o banco de dados Web of Knowledge e os termos de pesquisa “rotavirus”, “genotype”, “prevalence post vaccine”, e “emerging genotypes”. Observou-se que os genótipos predominantes mudaram em todos os continentes e que alguns genótipos ainda estão emergindo. Duas hipóteses para essa mudança global são a variabilidade genética do vírus e o surgimento de genótipos resistentes a vacinas. Além disso, o vírus pode facilmente infectar várias espécies de animais que não o ser humano, como evidenciado por relatos de infecção cruzada de cepas, que serviram de alerta para a geração de novos genótipos de vírus. As ações intersetoriais que abrangem não apenas o setor da saúde, mas também todo o setor socioeconômico, incluindo o governo, pesquisadores, professores, agentes de saúde e comunidades, contribuem para diminuir os gastos relacionados à saúde e reduzir a mortalidade causada pelo rotavírus, melhorando assim indicadores de saúde e promoção da saúde em todo o mundo.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/818 Suicídio em idosos brasileiros: Retrato de uma realidade 2020-07-22T14:07:15-03:00 Vanessa de Sá Nobre Formiga Marques vanessanobre9@gmail.com Raquel Bezerra de Sá de Sousa Nogueira raquelbssn@gmail.com Tiago Bezerra de Sá de Sousa Nogueira tiagobssnprof@gmail.com Milena Nunes Alves de Sousa minulsa@hotmail.com Isadelia Constâncio de Oliveira isadeliaconstancioshalom@gmail.com O objetivo do estudo foi analisar os fatores de risco e a necessidade de medidas preventivas associados ao suicídio em idosos brasileiros. Adotou-se a revisão integrativa de literatura, sendo formulada a questão norteadora: Existem fatores de risco que levam o idoso ao suicídio? Foram utilizados os seguintes descritores: “Envelhecimento” AND “Idoso(s)” AND “Suicídio”. Através das bases de dados, selecionamos 16 artigos os quais compuseram o trabalho. Dos artigos encontrados foi constatado o maior número de publicações no ano de 2015 com 31,3% (n=5), seguido por 2018, 2017 e 2014 com 18,8% (n=3) cada. E no ano de 2016 com 12,5% (n=2), quanto a categorização, prevaleceu o maior número de artigos na categorização psicopatologia associada ao suicídio em idosos. Pode-se perceber que pessoas idosas são um grupo negligenciado quanto as políticas públicas de assistência no processo do envelhecimento, estando sujeitos aos mais variados fatores de risco como depressão, abandono, alterações cognitivas, entre outros, que podem resultar em um maior índice de suicídio e tentativas consumadas. A mortalidade por suicídio em idosos é maior à medida que a idade avança, tornando assim importante o conhecimento dos fatores de risco e intervenção precoce para melhoria da qualidade de vida deste grupo. 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/889 Novos caminhos da biotecnologia: As inovações da indústria 4.0 na saúde humana 2020-03-07T10:26:45-03:00 Creusa Sayuri Tahara Amaral c.sayuri.tahara@gmail.com Oreonnilda de Souza oreonnilda@gmail.com Leiraud Hilkner de Souza leiraud@gmail.com Gilson José da Silva gilsonphsilva@gmail.com Lucas Noboru Fatori Trevizan noboro_trevizan@hotmail.com <p>As aplicações da Biotecnologia na área da saúde humana são amplas e têm despertado o interesse de cientistas, da indústria e de investidores em todo o mundo. A Biotecnologia é uma das áreas que mais vem sendo impactada pelas novas tecnologias da indústria 4.0. Este trabalho tem como objetivo explorar as tendências registradas em patentes, incluindo bioimpressão 3D e genética humana, além de analisar os impactos que a indústria 4.0 tem repercutido na Biotecnologia, especificamente, na área da saúde humana e os impactos provocados na formação dos profissionais. Dentre os resultados foi possível comprovar o crescimento de pesquisas na Biotecnologia, evidenciando seu caráter multidisciplinar e a variedade de oportunidades na área da saúde humana, tanto no cenário econômico quanto na melhoria da qualidade de vida humana. Quanto às patentes em genética humana, as possibilidades comerciais derivadas do genoma humano abrem um novo campo (social e econômico), mas o assunto requer discussão e análise dos limites a essa exploração pela Bioética em conjunto ao Biodireito. Identificou-se também que a inteligência artificial, a robótica e a impressão 3D são tecnologias com grande potencial de soluções inovadoras na Biotecnologia. Essas novas soluções tecnológicas devem mudar o cenário de profissionais, requeridos tanto para o desenvolvimento de inovações quanto para a aplicação de novos serviços e produtos decorrentes desses avanços. A introdução de uma nova trajetória tecnológica, registrada pelas patentes, proporciona oportunidades para o reposicionamento de empresas e, mais amplamente, de países na competição internacional.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/846 Insuflação pulmonar sustentada na assistência ventilatória de recém-nascidos pré-termo: Revisão integrativa de literatura 2020-07-17T18:02:15-03:00 Thayná Félix Rodrigues thaynafelixr@gmail.com Milena Nunes Alves de Sousa minualsa@hotmail.com Ilana Andrade Santos do Egypto ilanaegypto@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Avaliar se a insuflação pulmonar sustentada possui maiores benefícios em relação à ventilação convencional e quais são os efeitos causados pela técnica nos lactentes. <strong>Metodologia: </strong>O estudo foi conduzido a partir do método de Revisão Integrativa de Literatura, com pesquisa realizada nas bases de dados Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Medical Literature Analysis and Retrieval System Online, National library of medicine and the National Institutes Heath e Science Direct. Foram selecionados ensaios controlados de 2010 a 2019 utilizando os Descritores em Ciências da Saúde: “neonatology” and “ventilation” and “inflation”. <strong>Resultados</strong>: Após a realização da pesquisa foram identificados 410 artigos e quando aplicados os critérios de inclusão e exclusão estabelecidos elegeram-se sete publicações que foram categorizadas evidenciando os benefícios, riscos e efeitos identificados com a aplicação da técnica. <strong>Conclusão</strong>: Concluiu-se com a análise das publicações que a inflação sustentada permanece como uma técnica controversa, possibilitando em alguns casos benefícios e em outros malefícios, por isso, a temática requer mais estudos elucidativos.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/720 Grandes questões precedem grandes descobertas: O legado de Stephen Hawking 2020-07-06T00:06:09-03:00 Rodrigo Ferraz Ramos rodrigoferrazramos@gmail.com Nariane de Andrade narianedeandrade@hotmail.com A resenha objetiva apresentar a obra intitulada “Breves respostas para grandes questões” de Stephen Hawking. Deus existe? Oque há dentro de um buraco negro? Deveríamos colonizar o espaço? A inteligência artificial vai nos superar? O que acontecerá com nossa espécie se não determos as mudanças climáticas? Essas e outras questões provocativas são discutidas por Hawking ao longo do livro. A obra apresenta um conteúdo inédito sobre questões que acompanham a história da humanidade, e outras questões emergentes do século XXI. 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/892 Letramento e gêneros textuais: uma estratégia formativa na educação de jovens e adultos de uma escola pública de São Luís do Maranhão 2020-07-19T17:05:37-03:00 Manoel Cleber Sampaio Silva klebersamp@hotmail.com Klébia Ribeiro da Costa kleba.ribeiro@outlook.com <p>As práticas de letramento mediadas por gêneros textuais podem ser trabalhadas de forma dinamizada como recurso didático para estudantes da Educação de Jovens e Adultos - EJA. Com base nessa ideia, o presente trabalho tem como objetivo descrever as práticas de letramento por meio dos gêneros textuais como estratégia formativa de alunos do ensino médio da EJA no Instituto Federal do Maranhão, Campus Monte Castelo. Teoricamente está ancorado nas ideias de Tfouni (2010), Soares (2009), Marcuschi (2003), Rojo (2005) e Freire (1989). Trata-se de uma pesquisa participante que se caracteriza por buscar o envolvimento da comunidade na análise de sua própria realidade (THIOLLENT, 1988; FONSECA, 2002). Os resultados das análises apontaram que os estudantes desconhecem, em parte, os conceitos de gênero textual e letramento, a partir disso, foi estabelecida uma relação entre os conceitos de gêneros textuais e a realidade social de cada um, sua função social como elemento de interação social, bem como a importância da linguagem e da comunicação pelo uso de diferentes gêneros textuais que circulam socialmente.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/817 Itinerário terapêutico de pacientes com diagnóstico de hanseníase no Sertão da Paraíba 2020-08-10T13:30:45-03:00 Beatriz Costa Teixeira costabiat@gmail.com Ilana Andrade Santos do Egypto ilanaegypto@gmail.com Tiago Bezerra de Sá de Sousa Nogueira tiagobssn@gmail.com Everson Vagner de Lucena Santos eversonvls@hotmail.com Lívio e Vasconcelos do Egypto livioegypto@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> O objetivo desse estudo foi investigar o itinerário terapêutico dos pacientes com diagnóstico de hanseníase no sertão da Paraíba. <strong>Metodologia:</strong> Estudo de abordagem qualitativa e caráter descritivo realizado no município de Patos, Paraíba, Brasil, com 11 pacientes com hanseníase. Os pacientes foram selecionados de acordo com o fluxo de funcionamento de centro de referência. Foram realizadas entrevistas individuais por meio de um roteiro estruturado. Os dados foram analisados a partir da análise de conteúdo. <strong>Resultados:</strong> Foram observados inúmeros impactos que a hanseníase causa aos envolvidos, como sentimentos positivos e negativos fazendo parte da trajetória. Os principais problemas de ordem sentimental estão relacionados as alterações corporais e autoestima, além da insegurança quanto ao futuro e as relações sociais. Além disso, o preconceito e o estigma são grandes entraves e levam aos pacientes uma sobrecarga. No entanto, a rede de apoio é fundamental durante o processo, auxiliando no enfrentamento da doença e situações do cotidiano. <strong>Conclusão:</strong> Diante do itinerário terapêutico percorrido por cada paciente<span style="text-decoration: line-through;">,</span> percebe-se que ainda há necessidade de rever as propostas de intervenção da assistência primária, como forma de agilizar os diagnósticos por meio da busca ativa, minimizando possíveis situações de impactos físicos, psicológicos e financeiros aos pacientes que buscam por diagnósticos precisos.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/885 Avaliação do domínio de conhecimentos sobre demonstrativos contábeis por trabalhadores bancários em instituição financeira pública brasileira 2020-05-18T15:26:39-03:00 Luan dos Santos Canal luanscanal@gmail.com Alex Eckert alex.eckert@bol.com.br <p>Toda a concessão de crédito no setor bancário deve ser criteriosa, identificando a real capacidade de pagamento dos clientes. No Banco do Estado do Rio Grande do Sul – Banrisul, os funcionários ingressam na instituição por meio de concurso público, sem a previsão no respectivo edital, de pré-requisitos de conhecimento na área contábil. Assim sendo, o objetivo deste trabalho é verificar se os funcionários possuem e/ou desenvolvem os conhecimentos técnicos necessários para operar na concessão de crédito para os clientes pessoa jurídica. Para atingir o objetivo, foi realizada uma survey através de um questionário por meio da plataforma Google, enviado ao e-mail de trabalho de alguns funcionários da instituição. Concluiu-se que os funcionários ingressam no banco sem o domínio dos conceitos necessários. Percebeu-se ainda que a maior parte da criação de conhecimento ocorre a partir da troca de experiências e percepções entre os colegas de trabalho.</p> <p><strong> </strong></p> <p> </p> <p> </p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/848 Análise do limite de deflexão em pontes mistas de aço e concreto em alma cheia e sua influência no dimensionamento 2020-04-01T14:35:41-03:00 Renato Silva Nicoletti renato_nicoletti@hotmail.com Alex Sander Clemente de Souza alex@ufscar.br Alexandre Rossi alexandre-rossi@hotmail.com Carlos Humberto Martins chmartins@uem.br <p>O sistema estrutural misto de aço e concreto tem sido uma alternativa eficiente para a construção de pontes. Em especial, a configuração em vigas de alma cheia tem contribuído para a redução de peso da estrutura e maior rapidez e facilidade de execução. Apesar dos procedimentos de projeto deste tipo de estrutura estarem consolidados, existem importantes divergências normativas e na literatura com relação aos limites de deflexão. Em especial, há na literatura uma tendência de substituir os limites de deflexão fundamentados no vão longitudinal por critérios pautados na frequência de vibração natural da estrutura. O presente trabalho discute as deflexões limites estabelecidas pelas principais normas - ABNT NBR 7187, ABNT NBR 16694, AASHTO, CAN/CSA-S6-06, AS 5100.2 e os Eurocódigos - e na literatura, com destaque para o método de Barker, Staebler e Barth, (2011), visando avaliar a influência dos estados limites último (ELU) e de serviço (ELS) no dimensionamento. Para tanto, foram dimensionadas 11 pontes, variando a seção transversal e o comprimento do vão, calculando-se o carregamento distribuído que excede a capacidade resistente ao momento fletor da seção mista e os que resultam nas deflexões limites impostas pelas normas e na literatura. Notou-se que os limites recomendados pelas normalizações são muito severos, sendo o ELS preponderantes em relação ao ELU Mais especificamente, concluiu-se que a limitação da AASHTO é conservadora, uma vez que a carga que ocasiona a plastificação da seção produz deflexões, em média, 305,29% maiores que o limite imposto por tal norma. Além disso, verificou-se que o critério de Barker, Staebler e Barth (2011), fundamentado na frequência da estrutura, foi a que mais se aproximou das limitações do estado limite último, tornando o dimensionamento mais eficiente.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1126 Mulheres na atividade pesqueira: um estudo na comunidade de Nzeto-Angola 2020-10-28T13:41:48-03:00 Vera Lúcia Silveira Botta Botta Ferrante dtmeioambiente@uniara.com.br Henrique Júnior Bernadeth Gonçalves henriques.tilson@gmail.com Maria Lúcia Ribeiro ml.ribeiro@unesp.br Oriowaldo Queda quedaoriowaldo@gmail.com <p>A pesca é considerada uma prática fundamentalmente masculina.Nas comunidades pesqueiras, há uma divisão social do trabalho por gênero e muitas mulheres sobrevivem de outras modalidades de pesca, como a marisqueira.Este estudo diz respeito, especificamente, à comunidade piscatória do Nzeto (província do Zaire, Angola), onde a pesca artesanal é tradicionalmente uma atividade de subsistência e tem como objetivo discutir o enquadramento sociopolítico de gênero na atividade pesqueira, procurando a relação entre as pescadoras e o meio ambiente.. A fim de compreender efetivamente a comunidade pesqueira e a cooperativa observada, bem como suas trabalhadoras, 18 pescadoras responderam&nbsp; à pesquisa, sendo 12 da cooperativa e 6 não, para estabelecer um estudo comparativo entre pescadoras integradas em uma organização que defende os seus diversos interesses&nbsp;&nbsp; e aquelas que exercem sua profissão, sem qualquer apoio de reconhecimento institucional em nível organizado. Verificamos que a integração das mulheres na pesca artesanal só é alcançada por iniciativa e esforço próprios. Assumem a responsabilidade de transportar, estocar e secar o pescado, além da comercialização. Além disso, exigem também a construção de uma instalação onde possam se abrigar da exposição direta ao sol e à chuva. Elas trabalham em condições sanitárias precárias e mesmo o manejo do pescado carece de melhores condições de higiene. Não há escolha a não ser aumentar a renda familiar, mesmo em condições de trabalho árduas e penosas.Da perspectiva cultural, o fato das mulheres tomarem as rédeas do processo de pesca, expressa rupturas com os estigmas que buscam exclui-las do circuito produtivo.</p> 2020-11-25T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2020 https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/806 Análise de condenações de carcaça ao abate de suínos em abatedouros frigoríficos brasileiros registrados no serviço brasileiro de inspeção federal entre 2012 e 2017 2020-07-25T16:23:44-03:00 Ênio Campos da Silva eniocampospdisco@hotmail.com Bruna Antonia Melchiades Bretz melchiades22@yahoo.com.br Victoria Pontes Rocha victoria_pontes123@hotmail.com Lina Raquel Santos Araújo linaaraujo@gmail.com <p>A inspeção <em>post mortem</em> realizada macroscopicamente no processo de abate de suínos resguarda a saúde humana diante da transformação de um animal em carne, mas para que ela seja realizada em sua plenitude é necessário ser avaliada e reavaliada na tentativa de equilibrar economia no processamento da carne e segurança alimentar. Esse binômio deve se corresponder para viabilizar a produção de carne suína e seu acesso é a inspeção <em>post mortem</em>. Diante disso, este estudo tem objetivo de avaliar o Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal (SIGSIF) quanto às causas de condenação de carcaças em matadouros-frigoríficos de suínos registrados e as peculiaridades de sazonalidade e regiões.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/745 Potencial de reuso de águas residuárias de laboratórios de análises químicas. Estudo de caso da universidade federal de Uberlândia 2020-07-22T14:56:20-03:00 Mariana Milla Assunção de Araújo milla_mariana@yahoo.com.br Nemésio Neves Batista Salvador nemesio.salvador@gmail.com <p>O presente estudo teve por objetivos identificar os laboratórios de análises químicas maiores consumidores de água e produtores de águas residuárias do Campus Santa Mônica da UFU, estimar os volumes de água gastos nos processos de destilação e lavagem de vidraria e avaliar a qualidade das águas residuárias desses laboratórios, em função das substâncias químicas utilizadas por eles. Foi também analisada a viabilidade de reuso dessas águas para fins urbanos não potáveis, como a irrigação de gramados, lavagens de pisos e descargas sanitárias. Os procedimentos metodológicos constaram de uma pesquisa exploratória de campo nos laboratórios, a aplicação de um questionário e um levantamento <em>in loco</em> dos volumes de água utilizados em operações de destilação de água e na lavagem de vidraria dos laboratórios. Como resultado, sob o aspecto quantitativo, constatou-se que a vazão das águas residuárias de descarte dos destiladores e da lavagem de vidraria é significativa, perfazendo 1.621,0 m<sup>3</sup>/mês ou 7,5% do consumo total de água estimado do Campus, com potencial, portanto, para viabilizar o seu reuso. Outro resultado obtido, e interessante para fins de projeto de laboratórios, foi a determinação do consumo médio per capita de água, que variou de 12,1 a 96,4 L/aluno.dia, dependendo das características de cada laboratório. Do ponto de vista qualitativo foram identificados 43 laboratórios geradores de águas residuárias, passíveis de reuso, dos quais 32 eram usuários de substâncias tóxicas ou potencialmente perigosas. Visando o reuso, recomenda-se realizar previamente uma caracterização qualitativa detalhada dessas águas, principalmente daqueles laboratórios identificados como usuários das referidas substâncias.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1051 Implantação da gestão da demanda em uma empresa de pequeno porte do setor supermercadista 2020-08-04T18:57:58-03:00 Flávia Motta Corvello flaviamotta@gmail.com José Luís Garcia Hermosilla jlghermosilla@hotmail.com Claudio Luis Piratelli clpiratelli@uniara.com.br Ethel Cristina Chiari da Silva eccsilva@uniara.edu.br <p>A gestão da demanda, compreendida como a coordenação da demanda e a cadeia de suprimentos, tem se mostrado de grande eficácia para a melhoria dos processos organizacionais, porém, inúmeras são as barreiras à sua implantação. O objetivo deste trabalho foi descrever os procedimentos de implantação da gestão da demanda, em um ambiente real de negócios. Esta pesquisa qualitativa descritiva evidenciou os procedimentos de aplicação da gestão da demanda em um ambiente real, especificamente uma empresa de pequeno porte do setor supermercadista, através de uma pesquisa-ação. O período para o planejamento, aplicação e avaliação das ações de implantação da gestão da demanda, foi de seis meses. O estudo descreve os passos que foram seguidos para a implantação da gestão da demanda e as adequações que se fizeram necessárias. O nível de autonomia do gestor pesquisador foi considerado um fator chave para o sucesso da implantação da Gestão da Demanda.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/673 Contaminação de folhas de alface por helmintos 2019-10-14T00:39:25-03:00 Leonardo Borges Cardoso leoborges.cardoso@gmail.com Larissa Berenguel Ityanagui larissabityanagui@hotmail.com Imer dos Santos Junior imer.junior@hotmail.com <p><strong> </strong></p> <p>As parasitoses intestinais são infecções causadas por parasitas (helmintos e protozoários) muito encontradas em regiões com saneamento básico precário, afetando principalmente crianças em idade escolar cuja imunidade não é totalmente eficiente, interferindo em seu crescimento e aproveitamento escolar. Um dos mecanismos de transmissão mais importante nas enteroparasitoses é o fecal-oral, com ingestão de ovos ou cistos de parasitas através das mãos, água e alimentos ingeridos crus (frutas, verduras e legumes) contaminados com material fecal. A alface está entre as hortaliças mais consumidas no Brasil e estudos tem demonstrado a contaminação dessa hortaliça por diferentes parasitas. Nesse sentido, a verificação da presença de enteroparasitas em hortaliças é de extrema importância, para fornecer subsídio para vigilância sanitária, pois indica o estado higiênico dos produtos, possibilitando seu controle. Este estudo teve por objetivo avaliar a presença de helmintos em alfaces comercializadas nas feiras livres de diferentes regiões do município de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Nesta pesquisa de campo foram analisadas ,pelo método de Hoffman, 50 amostras de alface provenientes de feiras-livres de diferentes regiões, demonstrando a ocorrência de helmintos em 94% das amostras analisadas, sendo <em>A. lumbricoides</em> e <em>Taenia</em> sp, os helmintos de maior incidência em 2 regiões (leste e oeste). Esses resultados são de grande importância e podem ser usados para conscientização de produtores e consumidores de alfaces, diminuindo a possibilidade de transmissão desses parasitas.</p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/860 Educação Alimentar e Nutricional com adolescentes: conhecimentos sobre alimentação e frutos nativos da Região Centro-Oeste 2020-02-09T18:54:42-02:00 Yulle Fourny Barão yullefourny@hotmail.com Giseli Patalo Bites giselipatalob@gmail.com Rita de Cássia Avellaneda Guimarães rita.guimaraes@ufms.br Karine de Cássia Freitas karine.freitas@ufms.br Giovana Eliza Pegolo giovana.pegolo@ufms.br <p>Trata-se de uma intervenção de Educação Alimentar e Nutricional, com identificação quantitativa do conhecimento sobre alimentação e sobre frutos nativos da Região Centro-Oeste, antes e após as atividades educativas, com adolescentes de 11 (Grupo 1) e 14 anos (Grupo 2), de Campo Grande (Mato Grosso do Sul). Foram abordados os seguintes temas centrais: Alimentação saudável e hábitos alimentares; Classificação dos alimentos e suas funções; e A importância das frutas. Todas as atividades foram realizadas por meio de estratégias interativas. Os principais resultados foram: a maioria dos adolescentes do Grupo 2 (71,4%), nos dois momentos, afirmou que não considerava sua alimentação saudável, com frequência de consumo de frutas insatisfatória; os adolescentes do Grupo 2 mencionaram como temas de interesse a associação da alimentação com a estética e emagrecimento; no primeiro momento, nenhum participante, independente da idade, soube informar exemplos de frutos nativos; ao final das atividades, todos declararam ter experimentado alguma preparação ou o fruto nativo <em>in natura</em>, apenas após a degustação proporcionada neste estudo.<strong> </strong>As técnicas interativas estimularam o envolvimento dos adolescentes e a manifestação de experiências e dúvidas. Após as intervenções constatou-se aumento do conhecimento sobre alimentação, contudo, os adolescentes do Grupo 2 apresentam necessidade de maior atenção em relação aos seus hábitos alimentares e interesses sobre o tema. De forma geral, atividades de Educação Alimentar e Nutricional são importantes como estratégias de promoção à saúde, especialmente para gerar conhecimento e autonomia em relação à adoção de hábitos alimentares saudáveis.</p><p><strong> </strong></p> 2020-09-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar