O papel do fisioterapeuta na adaptação laboral em portadores de deficiências físicas

Ana Rafaela Zegóbia, Cíntia Sabino Lavotaro Mendonça, Ivana Leao Ribeiro

Resumo


O objetivo principal deste trabalho foi analisar a atuação da Fisioterapia na adequação dos postos de trabalho para pessoas que possuem deficiência física ou motora. Foi realizado uma busca da literatura entre os meses de janeiro de 2016 a junho de 2019. As fontes de pesquisa abrangeram, livros didáticos, artigos científicos indexados na BIREME, SCIELO, e GOOGLE ACADÊMICO no período entre 2010 e 2019. Foram utilizados os seguintes descritores: Fisioterapia, Trabalho e Deficiência Física. Já as palavras-chave eleitas foram: Déficit Motor, orientações ergonômicas e tratamento fisioterápico. De acordo com a busca realizada, 25 artigos foram encontrados, dos quais 18 artigos continham informações relevantes para o estudo. Após análise de consenso entre autores, 7 artigos foram excluídos, visto que não estavam de acordo com o objetivo da pesquisa. Assim, 11 artigos foram analisados e seus principais resultados discutidos nesta revisão. A partir desta análise minuciosa, foi constatado que o fisioterapeuta é um profissional capacitado para aprimorar as potencialidades do trabalhador, favorecendo a autonomia do funcionário em seu local de trabalho, através da adoção de métodos disponíveis, que facilitem o desempenho do funcionário durante a execução de suas tarefas operacionais dentro da empresa contratante. Conclui-se que o papel da Fisioterapia é extremamente importante quando o assunto é adequação dos postos de trabalho para pessoas com deficiência física, pois sua atuação gera benefícios significativos, cabendo ao profissional a preservação do ambiente e o controle das barreiras arquitetônicas presentes na empresa, bem como realizar adaptações que favoreçam as práticas operacionais, visando a funcionalidade do trabalhador com deficiência física.


Palavras-chave


Déficit motor; orientações ergonômicas; tratamento fisioterápico.

Texto completo:

PDF

Referências


FREITAS, Maria Nivalda Carvalho de. Inserção e gestão do trabalho de pessoas com deficiência: um estudo de caso. Rev. adm. contemp. [online]. 2010, vol.13, pp. 121-138. ISSN 1982-7849. Acesso em: fev. 2016.

PEREIRA, Camila de Sousa; PRETTE, Almir; PRETTE, Zilda Aparecida Pereira. Qual o significado do trabalho para as pessoas com e sem deficiência física? Rev. Psico USF [online]. 2010, vol.13, pp. 105-114. ISSN 1413-8271. Acesso em: fev. de 2016.

MAIA, Francisco Silva Da. Fisioterapia do Trabalho, uma conquista para a fisioterapia e saúde do trabalhador: uma revisão de literatura. Rev. Urutágua, [online]. 2014, n. 30, pp. 124-132. ISSN 1519-6178. Acesso em: jun. 2019.

NIEHUES, Mariane Rocha. Educação Inclusiva de Crianças com Deficiência Física: Importância da Fisioterapia no Ambiente Escolar. In: Revista Neurociência 2014; 22(1): 113-120. Acesso em: mar. 2016.

GALLO, Emanuela Cerutti et. al. Análise da acessibilidade das pessoas com deficiência física nas escolas de Chapecó-SC e o papel do fisioterapeuta no ambiente escolar. In: Revista O Mundo da Saúde, São Paulo: 2011;35(2):201-207. Acesso em: jul 2016.

JÚNIOR, Hélcio Luiz Adorno; VELO, Mariana. A inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho brasileiro. In: Revista Universitas, São Paulo, Ano 7, n.13, jul/dez 2014. Acesso em: jul. de 2016.

TESSIMA, Rose Mari. O que pensam as pessoas com deficiências sobre a Inclusão no setor bancário brasileiro: um estudo qualitativo. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação da Universidade Católica de Brasília, 2018. Disponível em:< https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/bitstream/tede/2457/2/RoseMariTessimaDissertacao2018.pdf>. Acesso em: jun. 2019.

MALTA, Débora Carvalho et. al. Prevalência autorreferida de deficiência no Brasil, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde. Rev. Ciência & Saúde Coletiva, 21(10):3253-3264, 2016. Acesso em: mai. 2018.

LICCIARDI, Norma; YAMASHITA, Isabella Sayuri; PEREIRA Ilson Luiz. Modelo de Negócio: Consultoria para inclusão de deficientes intelectuais no mercado de trabalho. Rev. Científica. Online, [online]. 2017, vol. 7, n. 1, pp. 77-91. ISSN: 2238-5819. Acesso em: mai. 2018.

CABRAL, Lidia Caldeira Lustosa. Pessoas com deficiências: A capacidade é a regra! Saber Digital, [S.l.], v. 9, n. 01, p. 79-92, nov. 2017. ISSN 1982-8373. Disponível em: . Acesso em: jun. 2019.

HOLANDA, Morgane Brasil. Apostila de Ergonomia. Out/2013. Acesso em: fev. 2016.

DE ALCÂNTARA, Marcus Alessandro; NUNES, Gabriela Silva; FERREIRA Bárbara Coura Moreira Santos do. Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho: o perfil dos trabalhadores em benefício previdenciário em Diamantina, MG. Rev. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 8, n. 16, pp. 3427-3436, 2011. Disponível em: < https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S1413-81232011000900010&script=sci_arttext&tlng=es>. Acesso em: jun. 2019.

DE SOUSA, Francisco Willame. Qualidade de vida no trabalho: A percepção de trabalhadores de uma Instituição Financeira em relação ao uso de equipamentos e mobiliários. Monografia apresentado ao Departamento de Administração como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Administração, na modalidade à distância, pela Universidade de Brasília. Disponível em: < http://bdm.unb.br/bitstream/10483/3854/1/2012_FranciscoWillameSaboiadeSousa.pdf>. Acesso em: jun.2019.

DE Paula, Edivane Alves; MOURA, Joana Iany de Souza. A Inclusão dos portadores de necessidades especiais no mercado de Picos: Do Recrutamento a seleção. Set 2013. Acesso em: mar 2016.

SILVA, Ariovaldo Vieira. Relatório sobre Deficiência da OMS. In: Revista Portal da Educação, jan./2013. Acesso em: mar 2016.

CONTE, Elaine; BASEGIO Antônio Carlos. Tecnologias Assistivas: Recursos Pedagógicos para a Inclusão Humana. In: Revista Temas em Educação, João Pessoa, v.24, n. 2, p. 28-44, jul.-dez. 2015. Acesso em: ago 2016.

DE Araújo, Lilyan Rodrigues et al. A Importância da Fisioterapia do Trabalho no ambiente laboral. In: Revista Universidade Alfredo Nasser, São Paulo: 2014. Acesso em: ago 2016.

FURTADO, Thathyanna Macêdo De. Análise Ergonômica da Formação de Estudantes de Fisioterapia de uma Universidade Brasileira: Uma Proposta de Prevenção de LER/Dort. Dissertação submetida ao programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PEP) da UFRN como parte dos requisitos para a obtenção do título de Mestre em Engenharia de Produção, NATAL, 2018. Disponível em: < https://repositorio.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/26981/1/An%C3%A1liseergon%C3%B4micaforma%C3%A7%C3%A3o_Furtado_2018.pdf>. Acesso em: junho de 2019.




DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2019.v22i3.705

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340