ODesafio das Cooperativas de Crédito Solidário na Zona da Mata de Minas Gerais

Márcia Eliana Martins, Alair Ferreira de Freitas, Marcelo Miná Dias, Eduardo Ernesto Filippi

Resumo


Voltadas à inclusão financeira da agricultura familiar, as cooperativas de crédito solidário atuam – além do mero acesso ao crédito – na melhoria da qualidade de vida daqueles com os quais interagem. Tal como os bancos, as cooperativas de crédito enquanto instituições financeiras estão sujeitas aos normativos e regulamentações do Sistema Financeiro Nacional, fato que gera uma série de procedimentos e normas para garantir seu funcionamento. Nesse sentido, este trabalho procura evidenciar, através dos discursos dos associados, o dilema no qual se vê uma dessas cooperativas: de que forma manter uma proposta alternativa aos bancos comerciais, sem descumprir as normas e procedimentos ditados pelo Sistema Financeiro Nacional? De acordo com os dados obtidos nas 32 entrevistas e observação em reuniões de diretoria, durante a realização da pesquisa de mestrado intitulada "O Cooperativismo de Crédito Solidário e as Representações Sociais da Cooperação nos municípios de Araponga e Tombos/MG", por um lado, existe a preocupação em garantir que sejam seguidas as normas do sistema financeiro e que as cooperativas tenham sua gestão mais profissionalizada. Por outro, há uma imensa preocupação em não deixar que essas normas afetem sua forma diferenciada de atuação, em que os agricultores têm acesso aos serviços financeiros de que necessitam. Não há uma saída definitiva, tampouco imediata, para essa questão. Existem apenas apontamentos iniciais que não garantem resultados referentes a todos os aspectos considerados importantes, como a valorização dos laços de confiança em consonância com a atuação de uma instituição financeira em expansão.

Palavras-chave


Cooperativismo de crédito; Economia solidária; Sistema Financeiro Nacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2011.v14i1.98

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340