Preceptoria na rede de Atenção Primária à Saúde: fortalezas e fragilidades no Nordeste brasileiro

Main Article Content

Clarisbalte Martins Sampaio Sá Bezerra
Humberto Gomes Vidal
Fábio Andrey da Costa Araújo
Herika de Arruda Mauricio
Renata de Oliveira Cartaxo
Pedro Henrique Sette-de-Souza

Resumo

A preceptoria tem um papel importante na formação dos profissionais de saúde por servir de espelho nas atividades práticas. Este trabalho objetivou apreender a visão de cirurgiões-dentistas sobre a preceptoria, além de identificar os principais questionamentos e inseguranças frente ao papel de supervisor/orientador de estágio. Estudo transversal de abordagem qualitativa a partir de entrevistas realizadas de agosto a outubro de 2017 com 11 preceptores cirurgiões dentistas vinculados à rede de Atenção Primária do município de Arcoverde/PE. Os entrevistados responderam às perguntas conduzidas pelos pesquisadores oralmente, sendo o áudio gravado para posterior transcrição. Após transcritas, foram extraídos núcleos de sentido que permitiram analisar o conteúdo das falas. Os preceptores expressam a necessidade de receber um curso de formação para exercício da atividade. Em relação aos alunos, não são identificadas dificuldades quanto a aspectos didáticos e de relação interpessoal. A insegurança expressa por alguns sobre o atendimento clínico ser realizado por alunos tem sido contornada pelos preceptores. A experiência da relação de preceptoria entre os estudantes e preceptores foi tida como positiva (visão dos preceptores), com compartilhamento de informações entre os dois grupos. Entretanto, evidenciou-se a necessidade de formação voltada para a preceptoria, a fim de maximizar o aproveitamento do estágio para ambos. Tal percepção disparou o desenvolvimento de um processo formativo conduzido pelos docentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Bezerra, C. M. S. S., Vidal, H. G., Araújo, F. A. da C., Mauricio, H. de A., Cartaxo, R. de O., & Sette-de-Souza, P. H. (2022). Preceptoria na rede de Atenção Primária à Saúde: fortalezas e fragilidades no Nordeste brasileiro. Revista Brasileira Multidisciplinar, 25(1). Recuperado de https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1040
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Pedro Henrique Sette-de-Souza, Universidade de Pernambuco - campus Arcoverde

Faculdade de Odontologia - campus Arcoverde

Programa de Pós-Graduação em Saúde e Desenvolvimento Socioambiental

Referências

ANTUNES, J. M.; DONIZETE, V. D.; FERRARI, M. F. M. Preceptoria como Lócus de aprendizagem e de coprodução de conhecimento. Revista de enfermagem da UFPE, v. 11, n. 10, p. 3741-3748. 2017.

AUTONOMO, F. R. O. M. et al. A Preceptoria na Formação Médica e Multiprofissional com Ênfase na Atenção Primária – Análise das Publicações Brasileiras. Revista brasileira de educação médica, v. 39, n. 2, p. 316-327. 2015.

BARDIN, L. (Org.). Análise de Conteúdo. Lisboa: Editions 70, 2004.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituiçao.htm>. Acesso em: 8 abr. 2020.

________. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES nº 3, de 19 de fevereiro de 2002. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 19 fev, 2002. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES032002.pdf>. Acesso em: 04 abr. 2020.

Brasil.

CECCIM, R. B. Emergência de um campo de ação estratégica: Ordenamento da formação e educação permanente em saúde. Sanare, v. 18, p. 68-80. 2019.

_________. Connections and boundaries of interprofessionality: form and formation. Interface, v. 22, supl. 2, p. 1739-1749. 2018.

FAÉ, J. M. A integração ensino/serviço público em odontologia e percepção de profissionais atuantes no município de Vitoria/ES. 2014. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitoria/ES, 2014.

FORTE, F. D. S. et al. Reorientação na formação de cirurgiões-dentistas: o olhar dos preceptores sobre estágios supervisionados no Sistema Único de Saúde (SUS). Comunicação, saúde e educação, v. 19, supl. 1, p. 831-43, 2015.

GRANDE, I. M. P. et al. Desafios na formação do Cirurgião-Dentista para o SUS. Revista da ABENO, v. 16, n. 3, p. 2-6. 2016.

LEME, P. A. T. et al. Perspectivas de graduandos em odontologia acerca das experiências na atenção básica para sua formação em saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 4, p. 1255-1265, 2015.

LIMA, P. A. B.; ROZENDO, C. A. Desafios e possibilidades no exercício da preceptoria do Pró-PET-Saúde. Interface, Botucatu, v. 19, supl. 1, p. 779-791, 2015.

LUZ, G. W.; TOASSI, R. F. C. Percepções sobre o preceptor cirurgião-dentista da Atenção Primária à Saúde no ensino da Odontologia. Revista da ABENO, v. 16, p. 2-12. 2016.

OLIVEIRA, E. T. et al. Odontologia e Preceptoria: Um olhar para a prática pedagógica dos preceptores de estágio. Revista Brasileira de Promoção a Saúde, v. 31, p. 1-10. 2018.

OLIVEIRA, L. M. L.; TAGLIATE, A. D.; COSTA, V. A. A preceptoria na formação profissional em saúde: o serviço social em questão. In: I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE SERVIÇO SOCIAL, TRABALHO E POLÍTICA SOCIAL, 2015, Florianópolis. Anais do I Seminário Internacional de Serviço Social, Trabalho e Política Social. Florianópolis, SC. v. 01. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/180663/Eixo_2_264.pdf?sequence=1&isAllowed=y> acesso em 04 abr. 2020.

PINHO, L. M. G.; GARCIA, V. L.; NOGUEIRA-MARTINS, M. C. F. Implantação da Residência Médica e Multiprofissional em Saúde da Família em um município paulista:

percepção de residentes da primeira turma (2014-2016). Revista Brasileira de Pesquisa em Saúde, v. 19, n. 2, p. 106-114. 2017.

ROCHA, P.F. O preceptor cirurgião-dentista da atenção primaria a saúde na formação em odontologia: compreensão do papel e análise das características para a preceptoria. 2014. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino da Saúde) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS. 2014.

SANT’ANA, E. R. R. B.; PEREIRA, E. R. S. Preceptoria Médica em Serviço de Emergência e Urgência Hospitalar na Perspectiva de Médicos. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 40, n. 2, p. 204-215, 2016.

SANTOS FILHO, E. J.; SAMPAIO, J.; BRAGA, L. A. V. Avaliação de um programa de residência multiprofssional em saúde da família e comunidade sob o olhar dos residentes. Tempus, actas de saúde colet, v. 10, n. 4, p. 129-149. 2016.

SENA, J.; ALVES, S. L.; SANTOS, M. S. A. Um relato de Experiência do estágio curricular supervisionado I realizado na estratégia de saúde da família (ESF). Revasf, v. 6, n. 10, p. 147-158, 2016.

SILVA, K. L.; MATOS, J. A. V.; FRANÇA, B. D. A construção da educação permanente no processo de trabalho em saúde no estado de Minas Gerais, Brasil. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 21, n. 4, e20170060, 2017.