A Extensão Agrícola e as "Escolas na Machamba do Camponês" em Moçambique: O Caso da Produção Hortícola nas Zonas Verdes da Cidade de Maputo

Main Article Content

Tomás Adriano Sitoe

Resumo

Uma amostra de 68 produtores representando igual número de famílias, escolhidos ao acaso nas Zonas Verdes da cidade de Maputo, em Moçambique, foi usada para estudar o efeito da diversificação hortícola e acesso à assistência técnica na renda familiar. Os resultados indicam que a renda dos produtores do sexo masculino é estatisticamente igual à dos produtores do sexo feminino. Por outro lado, no local o nível de diversificação hortícola ainda é baixo e a assistência técnica ainda não se traduz em efeitos significativos na renda dos produtores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Sitoe, T. A. (2010). A Extensão Agrícola e as "Escolas na Machamba do Camponês" em Moçambique: O Caso da Produção Hortícola nas Zonas Verdes da Cidade de Maputo. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 13(2), 50-69. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2010.v13i2.140
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Tomás Adriano Sitoe

Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural – PGDR da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Pesquisador do Centro de Estudos Socioeconômicos do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique.