Acompanhamento Individualizado ou Tratamento em Grupo: Qual das Intervenções é mais Eficaz na Obesidade Infanto-Juvenil?

Main Article Content

Rita de Cássia Garcia Pereira
Fernanda Cristina Sesana

Resumo

Objetivos: Comparar a eficácia do tratamento individualizado (consulta) e do tratamento em grupo em conjunto com o individual no que diz respeito à obesidade infanto-juvenil. Metodologia: O trabalho foi realizado em 2 locais distintos, Clínica Integrada de saúde UNIARA, ambulatório de Nutrição e outra clínica-escola. Nos dois locais há um tratamento individualizado com consultas, porém, na Clínica UNIARA o tratamento se faz também com atendimentos em grupo. O público-alvo foi composto por crianças e adolescentes de ambos os sexos que participaram dos atendimentos, porém, só foram incluídos na amostragem apenas os pacientes que estavam acima do percentil 85 para IMC, de acordo com a população de referência internacional (NCHS, 2000), constituindo assim uma amostra de 58 indivíduos. A escolha dos prontuários ocorreu de forma aleatória em ambos os locais. Resultados: O programa mais efetivo na modificação positiva nos hábitos alimentares foi o acompanhamento em grupo em conjunto com o tratamento individualizado, onde 20 pacientes (68,96%) apresentaram algumas mudanças de comportamento alimentar, já no tratamento individualizado, 11 pacientes (37,93%) apresentaram alguma modificação dos hábitos alimentares existentes antes do tratamento. Constatou-se que houve uma redução do índice de obesidade de 24% para os pacientes acompanhados em grupo, entretanto, os dois tipos de tratamento foram favoráveis a mudanças de hábitos alimentares e redução de peso. Os achados evidenciaram que a estratégia de atendimento individualizado unido ao grupo é uma alternativa para o tratamento do excesso de peso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Garcia Pereira, R. de C., & Sesana, F. C. (2008). Acompanhamento Individualizado ou Tratamento em Grupo: Qual das Intervenções é mais Eficaz na Obesidade Infanto-Juvenil?. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 11(2), 238-251. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2007.v11i2.196
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Rita de Cássia Garcia Pereira, Centro Universitário de Araraquara - Uniara Universidade Estadual Paulista - Unesp.

Docente do Curso de Nutrição do  Doutoranda em Ciências Nutricionais.

Fernanda Cristina Sesana, Centro Universitário de Araraquara - Uniara Universidade Estadual Paulista - Unesp.

Docente do Curso de Nutrição do  Doutoranda em Ciências Nutricionais.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)