Estudo da estabilidade de uma loção corporal hidratante com óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis L.)

Main Article Content

Gabriele Verginaci
Carolina Dal Bianco
Edneia Durli Giusti
Letícia Thaís Chendynski
Sandra Inês Adams Angnes Gomes Angnes Gomes

Resumo

Este trabalho trata do estudo da estabilidade de um creme corporal com óleo de alecrim em comparação com o creme sem óleo essencial de alecrim. A pesquisa foi realizada no laboratório de farmacologia do Instituto Federal de Palmas/PR, Campus Palmas. O material vegetal fresco de alecrim coletado foi submetido a extração do Óleo Essencial por hidrodestilação com Clevenger, durante o período de duas horas a temperatura de ebulição. O óleo essencial de alecrim foi incorporado em um fluido hidratante à composição de 0,5%. Para acompanhamento do comportamento das estabilidades das emulsões seguiu-se as metodologias propostas pela Farmacopeia Brasileira. Foram realizados os testes de centrifugação, pH, ciclo de congelamento e descongelamento e a densidade. O rendimento do óleo foi de 0,1047%, inferior aos achados na literatura 0,30%, podendo-se atribuir este fato as diferentes edafoclimáticas as quais as plantas estão submetidas. No que se refere a estabilidade preliminar da loção testada, pode-se dizer que a adição do óleo essencial de alecrim não impactou negativamente na loção base, pois os parâmetros de densidade, pH e aspecto após congelamentos, descongelamentos e centrifugação, não demonstraram alterações relacionadas a degradação do produto. Um ponto positivo observado em relação a adição do óleo a loção foi que o pH do produto apresentou-se próximo ao pH cutâneo diferente da loção base utilizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Verginaci, G., Dal Bianco , C., Durli Giusti, E., Chendynski, L. T., & Angnes Gomes, S. I. A. A. G. (2024). Estudo da estabilidade de uma loção corporal hidratante com óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis L.). Revista Brasileira Multidisciplinar, 27(1), 57-74. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2024.v27i1.2007
Seção
Artigos Originais

Referências

ABDULKARIM, S. M. et al. Some physico-chemical properties of Moringa oleifera seed oil extracted using solvent and aqueous enzymatic methods. Food Chemistry, p. 253-263, 2005.

ABIHEC. Associação Brasileira Da Indústria De Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. Indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos vê com cautela melhora da balança comercial do setor. Disponível em: <https://abihpec.org.br/release/industria-de-higiene-pessoal-perfumaria-e-cosmeticos-ve-com-cautela-melhora-da-balanca-comercial-do-setor/> Acesso em 12 de janeiro de 2022.

ALMEIDA, J. C.; ALMEIDA, P. P.; GHERARDI, S. R. M. Potencial antimicrobiano de óleos essenciais: uma revisão de literatura de 2005 a 2018. Nutr. Time, v. 17, n. 01, p. 8623-8633, 2020.

ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Farmacopeia Brasileira. 6.ed. Brasília: ANVISA, v. 1, 2019. 901 p.

ATTI-SANTOS, A. C. et al. Physico-chemical evaluation of Rosmarinus officinalis L. essential oils. Brazilian archives of biology and technology, v. 48, p. 1035-1039, 2005.

BELTRAME, J. M. et al. Estudo de obtenção de óleos essenciais e fatores de influência em sua composição. In: Anais... II ENDICT – Encontro de Divulgação Científica e Tecnológica. Toledo, Brasil. Out. 2010.

BIASI, L. A.; DESCHAMPS, C. Plantas aromáticas: do cultivo à produção de óleo essencial. Curitiba: Layer Studio Gráfico e Editora Ltda, 2009.

BIZZO, H. R. et al. Óleos essenciais no Brasil: aspectos gerais, desenvolvimento e perspectivas. Química Nova, v. 32, n. 3, 588-594, 2009.

BRASIL. Diário Oficial; COLEGIADA, DIRETORIA. Resolução-RDC nº 9, DE 20 de fevereiro de 2015. Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária–ANVISA Diário Oficial da União, Brasília, DF, Poder Executivo, p. 28-28, 2015.

BORELLA, J. C.; DE SOUZA, R. S.; CARRIEL, Y. G. M. Avaliação preliminar da estabilidade físico-química de loção cicatrizante contendo óleo de girassol (Helianthus annuus) e extratos de picão preto (Bidens pilosa). Visão Acadêmica, v. 23, n. 4, 2023.

CORRÊA, Anderson Domingues; BATISTA, Rodrigo Siqueira; QUINTAS, Luis Eduardo M. Plantas Medicinais: do cultivo á terapêutica. 6.ed. Petrópolis: Vozes, 1998.

CUTRIM, E. S. M. et al. Avaliação da atividade antimicrobiana e antioxidante dos óleos essenciais e extratos hidroalcoólicos de Zingiber officinale (Gengibre) e Rosmarinus officinalis (Alecrim). Revista Virtual de Química, v. 11, n. 1, p. 60-81, 2019.

DIAS, V. L. N. Fitodisponibilidade de metais, caracterização nutricional, constituição química, avaliação da atividade antioxidante e antibacteriana do óleo essencial extraído das folhas da Cinnamomum zeylanicum Breyn. 2009. 115 f. Tese (Doutorado em Química) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2009.

FARIA SOUZA, M. J. M.; SILVA, A. P. L.; DE OLIVEIRA, N. N. Plantas Aromáticas. Revista Extensão & Sociedade, v. 10, n. 1, p. 24-34, 2019.

FELIPE, L. O. et al. Terpenos, aromas e a química dos compostos naturais. Química Nova na Escola, v. 39, n. 2, p. 120-130, 2017.

FIGUEREDO, C. A. et al. A Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos: construção, perspectivas e desafios. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 24, p. 381-400, 2014.

GARCIA RÍOS, D. H. Caracterización de algunos metabolitos primarios y secundarios en dos variedades comerciales de lúcuma (Pouteria lucuma). Universidad Nacional Agraria La Molina. 2016.

GASPER, E. N. de. Cosmetologia I. Indaial: Uniasselvi, 2015. 220 p.

GONÇALVES, G. G.; MANCINELLI, R. C.; MORAIS, L. A. S. Influência do horário de corte no rendimento de óleo essencial de alfavaquinha e alecrim. Horticultura Brasíleira, v. 27, n. 2, p. S3299-S3302, 2009.

HERBARI VIRTUAL DEL MEDITERRANI OCCIDENTAL (2023).

ISAAC, V. L. B. et al. Protocolo para ensaios físico-químicos de estabilidade de fitocosméticos. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 29, n.1, p. 81-96, 2008.

JESUS, J. G. et al. Elaboração de fórmulas farmacêuticas de uso tópico utilizando óleo essencial extraído do capim limão. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 3, p. 21800-21815, 2021.

LIMA, S. Ki. et al. Produção e consumo de produtos orgânicos no mundo e no Brasil. Texto para Discussão, 2020.

LORENZONI, A. A. et al. Efeito protetor de produtos naturais sobre o dano hepático induzido pelo paracetamol. Revista Acta Ambiental Catarinense, v. 11, n. 1/2, p. 43-52, 2014.

MARTIM, J. K. P. Avaliação da atividade cicatrizante de creme à base de óleo essencial de Cordia verbenacea DC para feridas cutâneas em ratos diabéticos. 2018. 88 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia Industrial) – Universidade Positivo, Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Industrial. 2018.

MAUL, A. A.; WASICKY, R.; BACCHI, E. M. Extração por fluido supercrítico. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 5, p. 185-200, 1996.

MIGUEL, L. M. Tendências do uso de produtos naturais nas indústrias de cosméticos da França. Revista Geográfica de América Central, v. 2, p. 1-15, 2011.

MIRANDA, C. A. S. F. et al. Óleos essenciais de folhas de diversas espécies: propriedades antioxidantes e antibacterianas no crescimento espécies patogênicas. Revista Ciência Agronômica, v. 47, p. 213-220, 2016.

NEVES, D. O. Estudo farnacológico do timol e carvacrol sobre a contratibilidade da aorta isolada de rato. 2009. 94 f. Tese de Doutorado. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências Fisiológicas) - Instituto Superior de Ciências Biomédicas-Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza. 2009.

OLIVEIRA, L. et al. Membrana composta e avaliação na separação de óleo/água. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 5, p. 47838-47855, 2021.

PEREIRA, G. C., et al. Análise da estabilidade de um shampoo produzido com adição de óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis). Revista Eletrônica TECCEN, v. 13, n. 1, p. 2-7, 2020.

PEREIRA, R. J.; GRAÇAS CARDOSO, M. Metabólitos secundários vegetais e benefícios antioxidantes. Revista de biotecnologia e biodiversidade, v. 3, n. 4, 2012.

PINTO, M. M. M. Processos de purificação: extração por via química. In: PINTO, Madalena M. M. Manual de trabalhos laboratoriais de química orgânica e farmacêutica. p. 38-40, 2011.

PORTE, A.; GODOY, R. L. de O. Alecrim (Rosmarinus officinalis L.): propriedades antimicrobiana e química do óleo essencial. Boletim do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos, v. 19, n. 2, 2001.

PRINS, C. L.; LEMOS, C. S. L.; FREITAS, S. P. Efeito do tempo de extração sobre a composição e o rendimento do óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 8, n. 4, p. 92-95, 2006.

REBELLO, T. Guia de produtos cosméticos. Editora Senac São Paulo, 2019.

RIBEIRO, S. M.; BONILLA, O. H.; LUCENA, E. M. P. Influência da sazonalidade e do ciclo circadiano no rendimento e composição química dos óleos essenciais de Croton spp. da Caatinga. Iheringia, Série Botânica., v. 73, n. 1, p. 31-38, 2018.

ROSENTHAL, A.; PYLE, D. L.; NIRANJAN, K. Aqueous and Enzymatic Processes. Enzyme and Microbial Technology, v. 19, p. 402-420, 1996.

SANTOS, A. S. et al. Descrição de Sistema e de Métodos de Extração de Óleos Essenciais e Determinação de Umidade de Biomassa em Laboratório. Comunicado Técnico 99, ISSN 1517-2244. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, Belém, PA, p. 99-105, 2004.

SILVA, C. R. C. Desenvolvimento farmacotécnico de loção hidratante à base de Aloe Vera L. para prevenção de dermatite atópica. 2017. 54 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Farmácia) - FASF, 2017.

SILVA, G. T. A. Estudo de processos convencionais de extração de óleos essenciais via revisão bibliográfica: uma base para um projeto industrial. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Química) - Universidade Federal do Mato Grosso. 2021.

SILVEIRA, J. C. et al. Levantamento e análise de métodos de extração de óleos essenciais. Enciclopédia Biosfera, v. 8, n. 15, 2012.

SIMAS, N. K. et al. Produtos naturais para o controle da transmissão da dengue: atividade larvicida de Myroxylon balsamum (óleo vermelho) e de terpenóides e fenilpropanóides. Química Nova, v. 27, p. 46-49, 2004.

SIMÕES, C. M. O. et al. Farmacognosia: do produto natural ao medicamento. Porto Alegre: Editora Artmed, 2017. 845 p.

SOUZA, M. T. de.; SILVA, M. D.; CARVALHO, R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), v. 8, p. 102-106, 2010.

STEFFENS, A. H. Estudo da composição química dos óleos essenciais obtidos por destilação por arraste a vapor em escala laboratorial e industrial. 2010. 65 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Tecnologia de Materiais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

TAIZ, L. et al. Fisiologia e desenvolvimento vegetal. 6.ed. Porto Alegre: Artmed, 2017. 888 p.

TRANCOSO, M. D. et al. Projeto Óleos Essenciais: extração, importância e aplicações no cotidiano. Revista Práxis, v. 5, n. 9, 2013.

VALENTIM, J. A.; SOARES, E. C. Extração de óleos essenciais por arraste a vapor: um kit experimental para o ensino de química. Química Nova na Escola, v. 40, p. 297-301, 2018.