Identificação de Fungos Toxigênicos e suas Respectivas Toxinas em Uvas Passas Escuras Comercializadas em Votuporanga-SP

Main Article Content

Ana Fernandes Santos
Yasmim Martins Silva
Cátia Rezende
Christiane de Oliveira Jordão

Resumo

As micotoxinas são metabólitos secundários produzidos por alguns fungos filamentosos que possuem propriedades tóxicas. A principal via de exposição a essa toxina é normalmente através da ingestão de alimentos contaminados, mesmo que sejam em pequenas quantidades, mas de forma contínua podem levar ao seu acúmulo no organismo podendo causar uma intoxicação e afetando muitos órgãos e sistemas, principalmente o fígado, rins e sistema nervoso. As micotoxinas mais frequentemente detectadas são produzidas por fungos dos gêneros Aspergillus, Penicillium e Fusarium. As uvas passas são produtos obtidos a partir da perda parcial da água da fruta madura por secagem, apresentando alto teor de açúcar e baixa atividade de água, fato que favorece o crescimento de fungos, principalmente A. niger e A. carbonarius que produzem esporos resistentes ao processamento das mesmas. Este estudo teve por objetivo realizar o isolamento e identificação de fungos produtores de micotoxinas e suas respectivas toxinas em uvas passas escuras a granel e embaladas no próprio estabelecimento comercial, utilizando os métodos
de microcultivo e cromatografia em camada delgada comparativa. Foram detectadas a presença de A. niger, Penicillium spp e A. flavus, os primeiros, produtores de ocratoxinas e o último de aflatoxinas. Portanto, a pesquisa demonstrou a contaminação por fungos toxigênicos nas amostras coletadas em 82% dos estabelecimentos avaliados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Santos, A. F., Silva, Y. M., Rezende, C., & Jordão, C. de O. (2015). Identificação de Fungos Toxigênicos e suas Respectivas Toxinas em Uvas Passas Escuras Comercializadas em Votuporanga-SP. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 18(1), 179-188. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2015.v18i1.347
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Ana Fernandes Santos, Centro Universitário de Votuporanga – UNIFEV, Brasil

Departamento de Biomedicina. Centro Universitário de Votuporanga – UNIFEV, Brasil

Referências

ABARCA, M. L.; ACCENSI, F.; BRAGULAT, M. R.; CASTELLA, G.; CABANES, F. J. Aspergillus carbonarius as the main source of ochratoxin A contamination in dried vine fruits from the Spanish market. Journal of Food Protection, v. 66, n. 3, p.504–506, Mar. 2003.

BATATINHA, M. J. M.; SANTOS, M. M.; BOTURA, M. B.; ALMEIDA, G. N.; DOMINGUES, L. F.; KOWALSKI, C. H.; MALLMANN, C. A. Ocorrência de Afla toxinas em amendoim e seus produtos comercializados no estado da Bahia durante o ano de 2002. Revista Instituto Adolfo Lutz, v. 62, n. 3, p. 183-187, 2003.

BRUEGEL, P. Mycotoxins: Risks in Plant, Animal, and Human Systems. Council for Agricultural Science and Technology, n. 139, p.

-199, Jan. 2003.

CALDAS, D. E.; SILVA, C. S.; OLIVEIRA. N. J. Aflatoxinas e Ocratoxina A em alimentos e riscos para a saúde humana. Revista Saúde Pública. v. 36, n.3, p.319-323, Mar. 2002.

FAVILLA, M.; PASCALE, M.; RICELLI, A.; EVIDENTE, A.; AMALFITANO, C.; ALTOMARE, C. Inhibition of Species of the

Aspergillus Section Nigri and Ochratoxin A Production in Grapes by Fusapyrone. Applied And Environmental Microbiology, v.74, n.7, p. 2248- 2253. Apr. 2008.

FERRACIN, L. M. Identificação e caracterização molecular de isolados do agregado Aspergillus niger obtidos de frutas secas. 2007. 79 f. (Dissertação- Mestrado em Genética e Biologia Molecular)- Universidade Estadual de Londrina, Londrina-PR, 2007.

FRANCO, B. D. G. M. LANDGRAF, M. Microbiologia dos alimentos. São Paulo: Atheneu, 2000.

FREIRE, S. C. O.; VIEIRA, I. G. P.; GUEDES, M. I. F.; MENDES, F. N. P. Micotoxinas:Importância na Alimentação e na Saúde Humana e Animal. Embrapa Agroindústria Tropical, n.1, p.9-38, Out. 2007.

IAMANAKA, B. T.; OLIVEIRA, I. S.; TANIWAKI, M. H. Micotoxinas em alimentos. In: Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, 2010, Recife.REUNIÃO DA ACADEMIA PERNAMBUCANA DE CIÊNCIA AGRONÔMICA, 2. Anais.. Recife. p. 138-161.

IAMANAKA, B. T.; TANIWAKI, M. H.; MENEZES, H. C.; VICENTE, E.; LEITE, R. S. F.; TANIWAKI, M. H. Aflatoxigenic fungi and aflatoxins occorrence in sultanas and dried figs commercialized in Brazil. Food Control, v. 18, p. 454-457, Dec. 2007.

KOVACS, M. Nutritional health aspects of mycotoxins. Orvosi Hetilap, p. 1739 1746, Ago. 2004. Disponível em: <http://europepmc.org/ abstract/med/15493122> Acesso: 18 Jul. 2014.

KWIATKOWSKI, A.; ALVES, A. P. F. Importância da detecção e do controle de aflatoxinas em alimentos. SaBios Revista Saúde e Biologia. v. 2, n. 2, p. 45 54, 2007.

MAGNOLI, C.; ASTORECA, A.; PONSONE, L.; COMBINA, M.; PALACIO, G.; ROSA,C. A. R.; DALCERO, A. M. Survey of mycoflora and ochratoxin A in dried vine fruits from Argentina markets. Letters in Applied Microbiology. v. 39, p. 336 331Jun. 2004.

MALMANN, C.A.; KOWALSKI, C.H.; ALMEIDA, C. A. A.; DILKIN, P.; MURMANN, L.; DILKIN, M. Aflatoxinas em nozes e frutas secas comercializadas no Brasil. 2002. Disponível em: <http://www.lamic.ufsm.br/papers/112z.pdf> Acesso: 22 Ago.2014.

MÁRCIA, B. A.; LÁZZARI, F. A. Monitoramento de fungos em milho em grão, grits e fubá. Ciência e Técnologia de Alimentos, v. 18, n. 4, Out/Dez. 1998.

MASLINKIEWICZ, A.; FREITAS, D. R. J. Micotoxinas: o que são e quais suas conse quências para o homem?. SB RURAL, Chapecó,

Mai. 2012. Caderno Rural, p. 1 4. Disponível em: <http://www.ceo.udesc.br/arquivos/id_submenu/285/caderno_udesc_087.pdf>. Acesso em: 22 Set. de 2014.

MENEGHELLO, E. R.; JORGE, J. R.M.; OLIVEIRA, A.V. Identificação e Pesquisa de espécies de fungos Aspergillus niger e Aspergillus carbonarius encontradas em frutas secas vendidas no comércio de

Maringá-PR. In: VI MOSTRA INTERNA DE TRABALHOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2012, Maringá-PR. Identificação e Pesquisa

de espécies de fungo.,6. Anais Eletrônicos... aspergillus. Níger e Aspergillus Carbonarius encontrados em frutassecas vendidas no

comércio de Maringá PR. Maringá PR6, Maringá: CESUMAR, 2012 p.1 9. Disponível em: <http://www.cesumar.br/prppge/pesquisa/

mostras/vi_mostra/jessica_raynne_moura_jorge_2.pdf> Acesso em: 5 Set. 2014.

AS MICOTOXINAS. Revista Food Ingredients Brasil. N. 7, p32- 40, 2009. Disponível em:< http://www.revista-fi.com/materias/90.pdf> Acesso em: 24 Jun. 2014.

MOREAU, R. L. M.; SIQUEIRA, M. E. P. B. Toxicologia Análitica: Ciências Farmacêuticas.1 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. p.199.

OLIVEIRA, J. N.; OLIVEIRA, A. V.; MENEGHELLO, E. R. Análise Molecular de espécies de Aspergillus contaminantes de uvas

vendidas no comércio de Maringá PR. Iniciação Científica CESUMAR. v. 15, n. 2, p. 157-163, Jul/ Dez. 2013.

PEREYRA, C. M.; CAVAGLIERI, L. R.; CHIACCHIERA, S. M.; DALCERO, A. M. Fungi and Mycotoxins in Feed Intended for Sows at Different Reproductive Stages in Argentina. Veterinary Medicine International, v. 2010, p.1-7, Apr. 2010.

PERRONE, G.; SUSCA, A.; COZZI, G.; EHRLICH, K.; VARGA, J.; FRISVAD, J . J . C . ; M E I J E R , M . ; N O O N I M , P. ;

MAHAKARNCHANAKUL,W.; SAMSON, R. A. Biodiversity of Aspergillus species in some important agricultural products. Studies in Mycology, v.59, n.09, p.53-66, 2007.

SANTOS, C. C. M.; LOPES, M. R. V.; KOSSEKI, S. Y. Ocorrência de aflatoxinas em amendoim e produtos de amendoim comercializados na região de São José do Rio Preto/SP. Revista Instituto Adolfo Lutz, v.60, n.2, p. 153-157, 2001.

SIDRIM, J. J. C.; MOREIRA, J. L. B. Fundamentos clínicos e laboratoriais da micologia médica. 1 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1991. p. 1-274.

TA N I WA K I , M . H . ; M A RT I N S , C . P.; IAMANAKA, B. T.; LEITE, R. S. S. F.; VICENTE, E.; OKAZAKI, M.M. Aspergillus niger e Aspergillus carbonarius produtores de ocratoxina a em alimentos: ocorrência, significado e fatores que afetam a sua presença. REVNET DTA Revista Eletrônica de Epidemiologia das Doenças Transmitidas por Alimentos. v. 4, n.1, 2004. Disponível em: <ftp://ftp.cve.saude.sp.gov.br/doc_tec/hidrica/revp04_vol4n1.pdf> Acesso em: 19 Set. 2014.

WELKE, J. E.; HOELTZ, M.; NOLL, I. B. Aspectos relacionados à presença de fungos toxigênicos em uvas e ocratoxina A em vinhos. Ciência Rural, v.39, n.8, p.2567-2575, Nov. 2009.

ZAITZ, C.; RUIZ, L. R. B.; SOUZA, V. M. S. Atlas de Micologia Médica: Diagnóstico Laboratorial. 2 ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 2004. p.2-169.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)