Fotografia e permanência sistêmica: transfiguração fotográfica

Main Article Content

Matheus Mazini Ramos

Resumo

O objetivo desse artigo é explicitar a estratégia de busca de permanência do sistema fotográfico no tempo (característica de todo sistema). Neste ponto, analisar a fotografia como sistema é fundamental para entender as trocas que propiciam novas complexidades que possuem a fotografia como elemento formador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Ramos, M. M. (2018). Fotografia e permanência sistêmica: transfiguração fotográfica. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 21(3), 157-167. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2018.v21i3.603
Seção
Comunicação Breve
Biografia do Autor

Matheus Mazini Ramos, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Pós-Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som da UFSCar - Universidade Federal de São Carlos, Doutor em Artes Visuais pela ECA/USP - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, na linha de pesquisa Multimeios, Mestre em 'Comunicação e Cultura' na linha de pesquisa: análise de processos e produtos mediáticos pela UNISO - Universidade de Sorocaba, Especialista em "Artes Visuais: Cultura e Criação" pela Faculdade Senac Rio e graduado em "Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda" pela Universidade de Sorocaba. É professor acadêmico e de cursos técnicos na área de comunicação e fotografia, atua como fotógrafo jornalístico e publicitário e desenvolve ações publicitárias para empresas de Sorocaba e região. Autor dos livros "Sorocaba 'obra aberta': Imagens que levam a contemplação", "Sorocaba além das formas: Vestígios da cultura" e "A fotografia e o tempo - Possibilidades de pensar o tempo via fotográfico: Ponto e interstício". Tem experiência na área de Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação, cultura, processos de significação, fotografia, mídia, realidades mistas, artes.