Perdas em colheita mecanizada de soja

Main Article Content

Walter José Pereira Filho
Ariel Muncio Compagnon
Felipe José Barbosa Franco
Rayan Fernandes Naves
Luíla Macêdo Lemes
Mateus Vieira de Jesus

Resumo

A colheita mecanizada constitui-se como uma das principais etapas do processo produtivo da soja, no entanto, quando é realizada de maneira incorreta ocasiona perdas significativas de grãos. Objetivou-se com esse trabalho avaliar as perdas na colheita mecanizada de soja sob diferentes velocidades de deslocamento da colhedora e teores de água dos grãos. O ensaio foi realizado durante o mês de fevereiro 2018 em fazenda produtora de grãos no município de Itapaci - GO. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 3x3, sendo três velocidades de colheita (4, 5 e 6 km h-1) e três teores de água dos grãos (13, 15 e 17%), com 6 repetições por tratamento, totalizando 54 parcelas espaçadas em 30 metros. Foram mensuradas as perdas naturais, perdas por deficiência na altura de corte, perdas na plataforma de corte, perdas nos mecanismos internos e perdas totais da colheita. O fator velocidade de colheita pouco influenciou a ocorrência de perdas nesse ensaio. A umidade dos grãos exerceu influência para a ocorrência de perdas durante a colheita mecanizada de soja, principalmente quando os grãos foram colhidos na umidade mais elevada. Com base nas condições estudadas, a colheita da soja pode ser realizada com a umidade de 15% e velocidade de 5 km h-1, proporcionando dessa forma, bom rendimento operacional e redução do tempo de permanência da cultura no campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Pereira Filho, W. J., Compagnon, A. M., Franco, F. J. B., Naves, R. F., Lemes, L. M., & Jesus, M. V. de. (2021). Perdas em colheita mecanizada de soja. Revista Brasileira Multidisciplinar, 24(3). https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2021.v24i3.940
Seção
Artigos Originais

Referências

AGUILA, L. S. H; AGUILA, J. S; THEISEN, G. Perdas na colheita na cultura da soja. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Pelotas, p. 1-12, 2011.

BAUER, F. C; GONZATTI, G. C. Efeito da umidade das sementes sobre as perdas quantitativas de soja (Glycine max (L.) Merril) no processo de colheita mecanizada. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 29, n. 4, p. 503-506, 2007.

CAMOLESE, H. S; BAIO, F. H. R; ALVES, C. Z. Perdas quantitativas e qualitativas de colhedoras com trilha radial e axial em função da umidade do grão. Brazilian Journal of Biosystems Engineering, v. 9, n. 1, p. 21-29, 2015.

CARVALHO FILHO, A; CORTEZ, J. W; SILVA, R. P; ZAGO, M. S. Perdas na colheita mecanizada da soja no Triângulo Mineiro. Revista Nucleus, Ituverava, v. 3, n. 1, p. 89-93, 2005.

COMPAGNON, A. M; SILVA, R. P; CASSIA, M. T; G, D; VOLTARELLI, M. A. Comparação entre métodos de perdas na colheita mecanizada de soja. Scientia Agropecuaria, Trujillo, v. 3, p. 215 – 223, 2012.

CONAB – Companhia Nacional do Abastecimento, 2019. Disponível em: <https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/boletim-da-safra-de-graos>. Acesso em: 29 julho. 2019.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Conhecendo a fenologia do feijoeiro e seus aspectos fitotécnicos. Brasília, 2018.

FAGGION, F; MELARA, D. F; CORREIA, T. P. S; PEREIRA, E. A. Perdas na colheita de soja por duas colhedoras depreciadas. Brazilian Journal of Applied Technology for Agricultural Science, Guarapuava, v.10, n.2 p.89-95, 2017.

FERREIRA, I. C; SILVA, R. P; LOPES, A; FURLANI, C. E. A. Perdas quantitativas na colheita de soja em função da velocidade de deslocamento e regulagens no sistema de trilha. Engenharia na Agricultura, Viçosa, v.15, n. 2, n. 141-150, 2007.

FIGUEIREDO, A. S. T; RESENDE, J. T. V; MORALES, R. G. F; MEERT, L; RIZZARDI, D. A. Influência da umidade de grãos de trigo sobre as perdas qualitativas e quantitativas durante a colheita mecanizada. Revista Ambiência, Guarapuava, v.9, n.2, p. 349-357, 2013.

FONSECA, J. S; MARTINS, G.A. Curso de estatística. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2010. p.147-148.

HOLTZ, V; REIS, E. F. Perdas na colheita mecanizada de soja: uma análise quantitativa e qualitativa. Revista Ceres, Viçosa, v. 60, n. 3, p. 347-353, 2013.

MENEZES, P. C; SILVA, R. P; CARNEIRO, F. M; GIRIO, L. A. S; OLIVEIRA, M. F; VOLTARELLI, M. A. Can combine headers and travel speed affect the quality of soybean harvesting operations?. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 22, n. 10, p.732-738, 2018.

MESQUITA, C. M; COSTA, N. P; MANTOVANI, E. C; ANDRADE, J. G. M; FRANÇA NETO, J. B; SILVA, J. G; FONSECA, J. R; PORTUGAL, F. A. F; GUIMARÃES SOBRINHO, J. B. Manual do produtor: Como evitar desperdícios nas colheitas de soja, milho e do arroz. Embrapa Soja, Londrina, p. 1-32, 1998.

MESQUITA, C. M; COSTA, N. P; PEREIRA, J. E; MAURINA, A. C; ANDRADE, J. G. M. Caracterização da colheita mecanizada da soja no Paraná. Engenharia Agrícola, v.21, n.2, p.197-205, 2001.

PEREIRA FILHO, W. J; COMPAGNON, A. M; NAVES, R. F; FRANCO, F. J. B; LEMES, L. M. Como a velocidade de deslocamento e umidade interferem nas perdas. Revista Cultivar Máquinas, v. 1, p. 12-15, 2020.

SCHANOSKI, R; RIGHI, E.Z; WERNER, V. Perdas na colheita mecanizada de soja (Glycine max) no município de Maripá – PR. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola Ambiental, v.15, n.11, p.1206-1211, 2011.

SILVEIRA, J. M; CONTE, O. Determinação de perdas na colheita de soja: copo medidor da Embrapa. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Londrina, p. 1-28, 2013.

TOLEDO, A; TABILE, R. A; SILVA, R. P; FURLANI, C. E. A; MAGALHÃES, S. C; COSTA, B. O. Caracterização das perdas e distribuição de cobertura vegetal em colheita mecanizada de soja. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 28, n. 4, p. 710-719, 2008.

ZANDONADI, R. S; RUFFATO, S; FIGUEIREDO, Z. N. Perdas na colheita mecanizada de soja na região médio-norte de Mato Grosso. Nativa, Sinop, v. 3, n. 1, p. 64-66, 2015.