Gestão das Águas de Produção: Histórico, Políticas Ambientais e Alternativa Tecnológica

Alexandre Andrade Cerqueira, Thais Alves Gallo Andrade, Monica Regina da Costa Marques, Carlos Russo

Resumo


O presente trabalho discute a aplicação da eletrofloculação utilizando corrente alternada, nos moldes da nova política ambiental brasileira no que se refere à atenção que deve ser dada ao manejo da água produzida, um dos principais resíduos gerados durante o processo de exploração e produção na indústria do petróleo, cujo volume vem aumentando gradativamente, à medida que os poços vão envelhecendo e novos são perfurados. É discutido o enquadramento na legislação ambiental do lançamento da água de produção em corpos receptores, em razão do surgimento de novas Leis e Resoluções ambientais, visando a sua minimização e melhoria da qualidade nos campos petrolíferos. O exame dessa modalidade de exploração industrial dos recursos naturais, especialmente em plataformas off-shore, exige a integração de política ambiental específica, incluindo-se as Resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que estabelecem limites para a emissão de efluentes oleosos. Para adequarse aos padrões estabelecidos pelo Conama, é necessário o aprimoramento ou o desenvolvimento de novas tecnologias. Neste sentido a eletrofloculação vem a contribuir para a adequação dos efluentes de água de produção.

Palavras-chave


Eletrofloculação; Água de produção; Tratamento de efluentes; Gestão de recursos hídricos; Política ambiental brasileira.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2009.v12i2.155

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340