A Provisoriedade do Conhecimento Científico: Uma Reflexão sobre a Filosofia da Ciência de Karl Popper

Fátima Siqueira Caropreso

Resumo


A concepção de ciência de Karl Popper nos mostra que esta, embora indubitavelmente nos forneça um conhecimento muito mais seguro do que aquele do senso comum, jamais poderá alcançar um conhecimento verdadeiro, definitivo. A aspiração de verdade da ciência consiste em uma impossibilidade lógica e empírica, portanto, o conhecimento científico deve ser conhecimento falsificável e não falsificado, que se desenvolve a partir de um processo de eliminação de erros. O objetivo deste artigo é apresentar a concepção de ciência de Popper, o que parece se justificar por nos lembrar da provisoriedade das teorias científicas, em uma época em que há uma confiança muitas vezes ingênua nos dados científicos, principalmente nos meios não acadêmicos.

Palavras-chave


Filosofia da Ciência, Popper, Conhecimento, Indução, Falsificação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2006.v10i2.249

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340