Estratégias Ambientais de Empresas do Setor de Papel e Celulose no Brasil

Rodrigo Furgieri Mancini, Kelly Cristina Padilha André, Oscar Tupy

Resumo


O processo de crescimento econômico e desenvolvimento de um país está diretamente ligado, dentre outros fatores, as atividades industriais. No entanto, a maioria das industrias possuem um processo que apresenta grande potencial de danos ao meio ambiente, que se não forem tomadas medidas para preservação, os problemas ambientais poderão se agravar. Neste sentido, o presente estudo teve por objetivo a prospecção de estratégias ambientais de empresas do setor de papel e celulose do Brasil e do Exterior, considerando que esta atividade é altamente poluente. Para tanto, foi elaborado e enviado por email às empresas que operam no Brasil e que operam no exterior um questionário composto por 45 questões abertas, fechadas e mistas, preenchido pelos entrevistados englobando seções como: informações gerais do entrevistado; caracterização da empresa; certificação ISO 9000 e 14000; produção e meio ambiente; implantação de medidas de proteção ambiental; gestão da qualidade da água; gestão de resíduos sólidos; gestão de resíduos gasosos. A análise das respostas evidencia uma maior regulação ambiental exercida sobre as empresas do exterior, quando comparadas as do Brasil. Mostra a grande preocupação de todas elas com a emissão de efluentes líquidos e consumo de energia, porém considerando na sua maioria grande disponibilidade de água para execução dos processos.

Palavras-chave


Poluição; Gestão Ambiental; Sistema de Gestão Ambiental; Certificação ISO; Indústria de Papel e Celulose.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2005.v9i1.283

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340