Estudo comparativo de quatro métodos farmacotécnicos para estudo comparativo de quatro métodos farmacotécnicos para preenchimento de cápsulas gelatinosas rígidas

Andréia de Haro Moreno, Miryan Caroline de Abreu

Resumo


O uso de medicamentos manipulados pela população brasileira tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. Um dos principais fatores que levam a população a optar pelos medicamentos manipulados é o custo mais acessível quando comparado aos medicamentos industrializados. Além disso, o medicamento manipulado pode ser preparado de maneira individualizada, de acordo com as necessidades de cada paciente, na quantidade suficiente para o tempo de tratamento, assim como na dosagem específica e na forma farmacêutica adequada. Dentre as formas farmacêuticas mais dispensadas pelas farmácias de manipulação encontram-se as cápsulas gelatinosas rígidas. No entanto, é necessário garantir que o método de preparo das formas farmacêuticas seja confiável e seguro. Este trabalho teve como objetivo avaliar e comparar quatro diferentes métodos de preenchimento de cápsulas adotados com frequência pelas farmácias de manipulação. Os métodos comparados foram o da densidade, o volumétrico, o do nomograma e o volume/massa. Foram obtidas cápsulas contendo 500 mg de goji berry, as quais foram, posteriormente, submetidas à determinação do peso médio. Os pesos medidos e os coeficientes de variação foram avaliados por análise estatística, através da análise da variância (ANOVA) e teste de comparação múltipla de médias de Tukey (teste t). Os resultados mostraram que os métodos não apresentam variação estatisticamente significativa e estão de acordo com as especificações farmacopeicas para peso médio em cápsulas, podendo ser empregados no preparo de cápsulas gelatinosas rígidas, de acordo com as boas práticas de manipulação em farmácias, a fim de obter um produto final com qualidade, credibilidade e segurança. 


Palavras-chave


Cápsulas gelatinosas; Enchimento manual; Farmácia magistral; Controle de qualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2019.v22i2.531

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340