Fatores associados à incidência dos acidentes de trabalho: um levantamento com trabalhadores de uma unidade produtora de açúcar e álcool de grande porte

José Luis Garcia Hermosilla, Ivana Trevolin, Ricardo Jordão, Jorge Alberto Achcar, Ethel Cristina Chiari da Silva, Antônio Francisco Lopes da Silva

Resumo


Os acidentes de trabalho são considerados um problema de saúde pública e a identificação dos fatores a eles relacionados, tem se mostrado uma estratégia importante na prevenção destes eventos. O objetivo desta pesquisa foi identificar os fatores associados aos acidentes de trabalho de uma empresa de grande porte do setor agroindustrial. As variáveis investigadas referentes aos trabalhadores da organização foram idade, sexo, estado civil, turno, horas de treinamento, tempo de empresa, quantidade de filhos, tipo de atividade e quantidade de acidentes sofridos pelo trabalhador. A pesquisa quantitativa documental baseou-se no banco de dados de uma usina de grande porte do setor sucroalcooleiro contendo os registros sociodemográficos de 16248 trabalhadores, entre os anos de 2010 a 2016. Do total de registros, 12819 trabalhadores não sofreram acidentes, 2420 sofreram um acidente laboral e 1009 se envolveram em mais de um evento de acidente de trabalho. Os resultados mostram que a idade, sexo, estado civil, quantidade de filhos, tipo de atividade, tempo de empresa e horas de treinamento são fatores que influenciam a incidência de acidentes de trabalho. O estudo mostrou também um comportamento diferente para a categoria de trabalhadores que se acidentam mais de uma vez, chamando a atenção para este grupo de indivíduos. Os resultados apontam para a necessidade de aprofundamento das pesquisas, em particular para a classe de trabalhadores reincidentes devido a seu comportamento divergente dos padrões esperados.

Palavras-chave


Acidente do Trabalho; Fatores Associados; Usina; Setor Sucroalcooleiro; Incidência de Acidente; Perfil do Acidente

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Dirceu de; Moraes, Luiz Antônio de; NASCIMENTO, Edinalva Neves; Oliveira, Rita Aparecida de. A produção da cana- de- açúcar no Brasil e a saúde do trabalhador rural. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, v. 9, n. 2, p. 49-61, 2011.

ADAS, Luciana Carrara. Acidentes de trabalho no processamento em uma empresa do setor sucroalcooleiro no interior do Estado de São Paulo. São Paulo; UNESP, 2012. 116 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2012.

ALMEIDA, Ildeberto Muniz. Construindo a culpa e evitando a prevenção: caminhos da investigação de acidentes do trabalho em empresas de município de médio porte. Botucatu, São Paulo, 1997. 243 p. Tese (Doutorado) - Faculdade de Saúde Pública da USP, 2001.

ANDRADE, Roberto Silva de; BASTOS, Alberto Barros. Qualificação entre empregados da construção civil - uma avaliação, pelos empregado, de uma experiência organizacional, 1999. Disponível em: Acesso em: 11 de julho de 2019.

ALVES, Francisco. Por que morrem os cortadores de cana ? . Saúde e Sociedade, v. 15, n. 3, p.90-98, 2006

.

BRASIL. Ministério da Previdência e Assistência Social. Máquinas e acidentes de trabalho. Brasília, DF, 2001. 86 p.

BRASIL. Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Casa Civil. Brasília, DF, 14 de agosto de 1991. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8213cons.htm>. Acesso em 11 de julho de 2019

BOSI, Noemia. Acidente de trabalho. Disponível em: < http://novavenecia.multivix.edu.br/wp-content/uploads/2013/03/universo_jur_01.pdf#Page=89>. Acesso em: 15/07/2017.

KIRCHHOF CARDOSO, Ana Lúcia; MAGNANO, Tânia Solange; SOUZA Urbanetto, Janete de; CERA, Márcia Cristina; MARQUES, Carla Simone; CAPELLARI, Cláudia. Os acidentes de trabalho atendidos em pronto-atendimento de hospital universitário. Revista de Enfermagem Escola Anna Nery, v. 7, n. 3, p. 361-368, 2003.

CHALE, Felícia; CAMÕES, Emília. Perfil de acidentes de trabalho de uma indústria sucroalcoleira em Minas Gerais. Belo Horizonte, Minas Geais, 2013. 74 p. Dissertação apresentada ao programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Faculdade de Medicina da UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS – UFMG, 2013.

DEBRES, Laila Mayara; SCHERER, BOLZOAN, Cibele; GONÇALVES, Jana Rossato; DORR, Andrea Cristina. Acidentes típicos do trabalho rural: um estudo a partir dos registros do hospital universitário de Santa Maria, Rs, Brasil. Revista Monografias Ambientais – REMOA, v. 13, V. 13, n. 4, p. 3467-3476, 2014.

FEHLBERG, Marta Fernanda; SANTOS, Iná dos; TOMASI, Elaine. Prevalência e fatores associados a acidentes de trabalho em zona rural. Revista de Saúde Pública, v. 35, n. 3, p. 269-275, 2001.

GOMES, Ana Carolina; AGY, Lívia Loureiro; MALAGUTI, Silmara Elaine; CANINI, Silvia silva, Rita Marin da Cruz; ALMEIDA, Elaine Drehmer de GIR, Elucir. Acidentes ocupacionais com material biológico e equipe de enfermagem de um hospital-escola. Revista Enfermagem, v.17, n. 2, p. 220-223, 2009

.

HAMALAINEM, Paivi; TAKALA, Jukka; SAARELA, Leena Kaija. Global estimates of occupational acidents. Safety Science Journal, v. 44, p. 137-156, 2006.

MARTINEZ, Maria Carmem; LATORRE,Dias de Oliveira, Maria do Rosário; FISCHER, Frida Maria. Validade e confiabilidade da versão brasileira do índice de capacidade para o trabalho. Revista Saúde Coletiva. V. 43, n. 3, p. 525-532, 2009.

NIU, Shengli. Ergonomics and occupational safety and health: An ILO perspective. Applied Ergonomics, v. 41, p. 744-753, 2010.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO. Trabalho Decente para a área da Saúde. Disponível em: < http://www.oitbrasil.org.br/content/trabalho-decente-para-area-da-saude >. Acesso em: 05 de julho de 2019.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO. La prevención de las enfermedades profesionales. Genebra; 2013. Disponível em: . Acesso em: 04 de julho de 2019.

PARK, Soo-Hee.; YOO-DONG, Yang; SHIN, JOONG-Il; PARK, SU-JONG; Oh, HYE-WON.; CHOI, Eun-Mi; PARK, Yun-Hee; PARK, Bo-Ra; PARK, MIM-SOO; YANG, Yeong-Ae. Workplace accident prevention and Improvement of work ability in an aging society. Journal of Physical Therapy Science. Republic of Korea, v. 24, p. 143-148, 2012.

ROCHA, Fernanda Ludmilla; ROSSI; SOUSA, Joyce Aparecida de; MARZIALE, Maria Helena Palucci; ROBAZZI, Maria Lúcia do Carmo Cruz; GABRIEL, Carmen Silvia. Perfil de adoecimento de trabalhadores rurais no interior do Estado de São Paulo. Ciência, Cuida e Saúde, v. 9, n. 4, p.713-720, 2010.

RACHADEL, Jaime Passos; CATAI, Rodrigo Eduardo; STOCCO, David Yuri; ROMANO CESAR, Augusto. Saúde e Consequências do não Atendimento ás Normas dos Programas de Segurança. 2007

. ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 27, Foz do Iguaçu, 2007.

SANTANA, Vilma; NOBRE, Letícia; WALDVOGEL, Bernadette Cunha. Acidentes de trabalho no Brasil entre 1994 e 2004: uma revisão. Ciencia e Saúde Coletiva, v. 10, n. 4, p. 841-855, 2005.

SILVA, Denis Junior Braz da; HERMOSILLA, José Luis Garcia; ACHCAR, Jorge Alberto; SILVA, Ethel Cristina Chiari da. Uma análise da influência dos fatores idade e tempo de experiência nos acidentes não fatais: o caso de uma empresa do segmento agroindustrial de grande porte. 2016. SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 22. Bauru, 2016.

TEIXEIRA, Monica la Porte; FREITAS, Rosa Maria Vieira. Acidentes do trabalho rural no interior paulista. São Paulo em Perspectiva, v.17, n 2, p. 81-90, 2003

VILELA. Rodolfo Andrade Gouveia. Acidentes de trabalho com máquinas: identificação e prevenção. São Paulo: Central Única dos trabalhadores, Jan. 2000.




DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2019.v22i3.924

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340