Estudo comparativo de quatro métodos farmacotécnicos para preenchimento de cápsulas gelatinosas rígidas

Main Article Content

Andréia de Haro Moreno
Miryan Caroline de Abreu

Resumo

O uso de medicamentos manipulados pela população brasileira tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. Um dos principais fatores que levam a população a optar pelos medicamentos manipulados é o custo mais acessível quando comparado aos medicamentos industrializados. Além disso, o medicamento manipulado pode ser preparado de maneira individualizada, de acordo com as necessidades de cada paciente, na quantidade suficiente para o tempo de tratamento, assim como na dosagem específica e na forma farmacêutica adequada. Dentre as formas farmacêuticas mais dispensadas pelas farmácias de manipulação encontram-se as cápsulas gelatinosas rígidas. No entanto, é necessário garantir que o método de preparo das formas farmacêuticas seja confiável e seguro. Este trabalho teve como objetivo avaliar e comparar quatro diferentes métodos de preenchimento de cápsulas adotados com frequência pelas farmácias de manipulação. Os métodos comparados foram o da densidade, o volumétrico, o do nomograma e o volume/massa. Foram obtidas cápsulas contendo 500 mg de goji berry, as quais foram, posteriormente, submetidas à determinação do peso médio. Os pesos medidos e os coeficientes de variação foram avaliados por análise estatística, através da análise da variância (ANOVA) e teste de comparação múltipla de médias de Tukey (teste t). Os resultados mostraram que os métodos não apresentam variação estatisticamente significativa e estão de acordo com as especificações farmacopeicas para peso médio em cápsulas, podendo ser empregados no preparo de cápsulas gelatinosas rígidas, de acordo com as boas práticas de manipulação em farmácias, a fim de obter um produto final com qualidade, credibilidade e segurança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Moreno, A. de H., & Abreu, M. C. de. (2019). Estudo comparativo de quatro métodos farmacotécnicos para preenchimento de cápsulas gelatinosas rígidas. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 22(2), 107-119. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2019.v22i2.531
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Andréia de Haro Moreno, Docente do Curso de Pós-Graduação, Universidade de Araraquara, UNIARA, Araraquara-SP.

Docente do Curso de Pós-Graduação, Universidade de Araraquara, UNIARA, Araraquara-SP.

Miryan Caroline de Abreu, Farmacêutica pela Universidade de Araraquara (UNIARA), Araraquara-SP, Brasil

Farmacêutica pela Universidade de Araraquara (UNIARA), Araraquara-SP, Brasil

Referências

ANSEL, H. C.; POPOVICH, N. G.; LOYD, V. A. Farmacotécnica: formas farmacêuticas e sistemas de liberação de fármacos. 6. ed. São Paulo: Premier, 2000.

ALMEIDA, M. L. C.; NASCIMENTO, A. P. Análise das cápsulas manipuladas segundo a RDC 67/2007 da ANVISA para a garantia da qualidade. Revista Brasileira de Farmácia, v. 91, n. 3, p. 119-125, 2010.

BENATTO, M. S. ; SILVA, G. D. B. ; GEMEINDER, A. C. S. ; GEMEINDER, J. L. P. . Comparação de diferentes técnicas de manipulação de cápsulas gelatinosas duras. 2013. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA,12...Anais. Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO), 2013, Ourinhos., (FIO), 2013.

BENETTI, V. M. Comparação entre dois métodos manuais de cápsulas rígidas de gelatina. 42f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia). Porto Alegre: UFRGS, 2010.

CARVALHO, I.S. Efeitos do goji berry (Lycium barbarum) na saúde e na doença: uma revisão de evidências. Revista Brasileira de Nutrição Funcional, v. 59, p. 19-26, 2014.

DUTRA, V.C. Manipulação de cápsulas. Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - dossiê técnico. Rio de Janeiro, 2012.

FARMACOPEIA BRASILEIRA. Brasília: Anvisa, 2010. Parte 1.

FERREIRA, A. O. Guia prático da farmácia magistral. 2. ed. Juiz de Fora: Pharmabooks, 2002.

GARCIA, A. Q. R.; PEREIRA, T. C. B.; DIAS, I. L. T. Estudo das propriedades de fluxo no desenvolvimento de paracetamol pó veiculado em sachê. Revista Brasileira de Farmácia, v. 93, n. 4, p. 469-475, 2012.

GONÇALVES, G. S. Atributos da validação do método analítico para quantificação da biotina empregando a técnica potenciométrica. 117 f. Dissertação (Mestrado em Alimentos), UNESP: Universidade Estadual Paulista, Araraquara-SP, 2010.

LACHMAN, L.; LIEBERMAN, H. A.; KANIG, J. L. Teoria e prática na indústria farmacêutica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

LUO, Q. Lycium barbarum polysaccharides: protective effects against heat induced damage of rat testes and H2O2- induced DNA damage in mouse testicular cells and beneficial effect on sexual behavior and reproductive function of hemicastrated rats. Life Science, v. 79, p. 613-621, 2006.

MENEGHINI, L. Z.; ADAMS, A. I. H. Avaliação físico-química de cápsulas de diazepam manipuladas em farmácias magistrais de Passo Fundo-RS. Revista Brasileira de Farmácia, v. 88, n. 2, p. 67-70, 2007.

MIASSO, A. I.; SILVA, A. E. B. C.; CASSIANI, S. H. B.; GROU, C. R.; OLIVEIRA, R. C.; FAKIH, F. T. O processo de preparo e administração de medicamentos: identificação de problemas para propor melhorias e prevenir erros de medicação. Revista Latino-americana de Enfermagem, v. 14, n. 3, p.354-363, 2006.

MOTTA, V. T. Bioestatística. 2. Ed. Caxias do Sul: Educs, 2006.

MUNIZ, G. S. O.; OLIVEIRA JÚNIOR, A. Z.; GARCIA, M. T. J. Cápsulas gelatinosas duras de nimesulida: a influência do amido glicolato de sódio, e sua concentração, na dissolução do fármaco. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 33, n. 3, p. 361-371, 2012.

OLIVEIRA, A. E.; HOFFMANN, C. L.; COSTA, M. P.; BLOCK, L. C. Análise e validação do procedimento de manipulação de cápsulas por encapsulamento manual por nivelamento. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 35, n. 1, p. 59-65, 2014.

PAULO, G. D.; MAZZUCO, A. P.; RODOLPHO, J. C.; SALGADO, H. R. N.; MORENO, A. H. Estudo comparativo de cápsulas contendo amoxicilina obtidas de algumas farmácias magistrais. Revista Uniara, v. 14, n. 2, p. 50-60, 2011.

PETRY, R. D.; DE SOUZA, T. P.; DA SILVA, F. A.; HEBERLÉ, G.; DA SILVA, W. B.; FLECK, J. D.; BASSANI, V. L.; GONZÁLES ORTEGA, G.; PETROVICK, P. R. GUTERRES, S. S. Influência de adjuvantes e técnica de enchimento sobre as características farmacêuticas de capsulas de gelatina dura contendo teofilina. Caderno de Farmácia, v. 14, n. 1, p. 13-19, 1998.

PINHEIRO, M.; BENAVIDE, V. G.; VOLPATO, N. M.; CABRAL, L. M. C.; SANTOS, E. P. Indicadores para controle de processo na manipulação de cápsulas em farmácia. Revista Brasileira de Farmácia, v. 89, n. 1, p. 28-31, 2008.

PRISTA, L. N., ALVES, A. C., MORGADO, R. M. R. Tecnologia farmacêutica. 6. ed., Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002.

RAZAK, C. Farmácia magistral: curso teórico. São Paulo: Instituto Racine, 2003.

SPANIOL, B. Comparação do comportamento compressional de granulado contendo produto seco por aspersão de Phyllantus niruri L. entre máquinas de comprimir alternativa e rotativa. 186 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas), UFRGS: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre-RGS, 2007.

ZARBIELLI, M. G.; MACEDO, S. M. D.; MENDEZ, A. S. L. Controle de qualidade de cápsulas de pirosican manipuladas em farmácias do município fr Erichim-RS. Revista Brasileira de Farmácia, v.87, n.2, p.55-59, 2006.