Levantamento dos Macroinvertebrados Aquáticos do Córrego Lagoa Serena, Instituto de Biotecnologia, Uniara: Avaliação do Possível Impacto

Alessandra dos Santos Pinto, Daniela Aparecida Moura, Flávia Pâmela Alves de Lima, Juliano José Corbi

Resumo


O represamento de um rio ou córrego é um dos fatores que têm alterado os ecossistemas aquáticos. Um de seus impactos é a mudança do ambiente lótico para lêntico, influenciando a estrutura e o funcionamento desse ambiente e, conseqüentemente, modificando a fauna aquática. Entre os indicadores biológicos mais utilizados na avaliação de ecossistemas aquáticos, encontram-se os macroinvertebrados aquáticos, pois refletem as mudanças ocorridas no ambiente além de participarem da ciclagem de nutrientes e do fluxo de energia. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento da fauna de macroinvertebrados de um córrego localizado no Instituto de Biotecnologia - Ibiotec do Centro Universitário de Araraquara - Uniara e avaliar o possível impacto ambiental causado pelo seu represamento. Realizaram-se duas coletas em dois pontos diferentes, um a montante e outro a jusante do represamento, onde os macroinvertebrados foram coletados utilizando-se rede em "D", pelo método de varredura, e identificados utilizando-se literatura específica. Foram identificados 289 organismos pertencentes a 15 táxons de macroinvertebrados. Foram calculados os índices de diversidade (Shannon), riqueza de espécies (Margalef) e a dominância de espécies No Ponto 1, encontrou-se uma baixa diversidade de organismos, porém com uma grande abundância de organismos, com predominância da família Chironomidae. No Ponto 2, encontrou-se maior diversidade, porém uma baixa abundância, com a predominância da classe Oligochaeta. Aparentemente, o represamento não influenciou a diversidade faunística, porém, a pequena faixa de mata ciliar e a presença de cultura de cana-de-açúcar próxima ao local parecem estar influenciando a riqueza e a diversidade dos organismos.

Palavras-chave


Represa; Bioindicadores; Macroinvertebrados aquáticos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2010.v13i2.144

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340