Cinema Brasileiro na Época da Embrafilme: Penetração de Mercado Através da Ação do Estado

Renato de Campos

Resumo


Para o cinema brasileiro, a Embrafilme representa a consolidação das ações do Estado sobre a política cultural voltada principalmente à produção, distribuição e exibição das produções fílmicas nacionais. Forma de se manter a presença dos filmes nacionais em um mercado há muito dominado pelo que vem de fora. Forma, também, de posicionar tais produções audiovisuais no centro da questão cultural nacional. A mudança do processo político representado pelo fim da ditadura militar e ascensão de uma ideologia mais liberal culminou com o fechamento deste órgão, dentre outros ligados à cultura nacional. Este panorama determinou uma herança trágica para o cinema nacional no início da década de 90 – praticamente a paralisação total das produções nacionais, até o advento de outros mecanismos que incentivassem sua retomada.

Palavras-chave


Cinema; Cinema Brasileiro; Mercado Cinematográfico; História do Cinema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2005.v9i1.292

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340