Estudo Comparativo de Cápsulas Contendo Amoxicilina Obtidas de Algumas Farmácias Magistrais

Glauber dias Paulo, Ana Paula Mazzuco, Juliana Cristina Rodolpho, Hérida Regina Nunes Salgado, Andréia de Haro Moreno

Resumo


A amoxicilina é um antibiótico semissintético pertencente à classe das penicilinas, ativo contra bactérias grampositivas e gram-negativas, empregado no tratamento de diversas infecções, sendo um dos fármacos mais utilizados na antibioticoterapia (dose usual de 500 mg). De acordo com a RDC n.o 87/2008, as farmácias devem analisar seus produtos terminados, a fim de assegurar alguns parâmetros de qualidade essenciais, tais como peso médio, tempo de dissolução e teor de princípio ativo. O objetivo do presente trabalho foi realizar o estudo comparativo de três preparações magistrais contendo amoxicillin 500 mg (cápsulas) e comparar os resultados com aqueles obtidos com o medicamento genérico. A metodologia utilizada foi a preconizada pela Farmacopeia Brasileira para amoxicilina. Das três preparações magistrais analisadas, todas foram aprovadas quanto ao peso médio, porém apenas uma apresentou conformidade com o tempo de dissolução e com o teor (81,30 ± 0,98% e 91,65 ± 0,72%, respectivamente). Os resultados indicaram a necessidade de um monitoramento rigoroso por parte das farmácias magistrais, a fim de assegurar a correta dose do fármaco e a eficácia terapêutica, na escolha dos excipientes e dos procedimentos corretos de pesagem, homogeneização e encapsulação, bem como a avaliação da pureza e integridade das matérias-primas.

Palavras-chave


Cápsulas de amoxicilina; Farmácias magistrais; Controle de qualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2011.v14i2.111

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340