A Questão da Vegetação no Ambiente Urbanizado

Zildo Gallo, Flávia Cristina Sossae

Resumo


O crescimento populacional e a expansão urbana provocam o desenraizamento cultural dos migrantes rurais, o aumento da pobreza, problemas ecológicos causados pela impermeabilização do solo e poluições atmosférica, hídrica, sonora e visual, além da redução da cobertura vegetal. A rápida expansão da Região Metropolitana de São Paulo e da Região Metropolitana da Campinas gerou impactos socioambientais, que foram agravados pela visão inadequada das questões ambientais por conta dos gestores urbanos. A finalidade deste trabalho foi analisar a urbanização sob os aspectos ambientais e sociais do crescimento econômico, possibilitando sugerir ações para evitar a ruptura cultural da população através do planejamento urbano direcionado para a ocupação e uso racional do solo, bem como a preocupação com a arborização das ruas e criação de áreas verdes como ferramenta para a educação ambiental contribuir no exercício da cidadania na transformação da sociedade atual em uma sustentável.

Palavras-chave


Urbanização; Desenvolvimento econômico; Arborização; Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2010.v13i2.150

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340