Levantamento floristico e fitossociologico de fragmentos de Cerrado do Instituto Florestal no Município de Araraquara-SP

Main Article Content

Jaqueline Aparecida Vicente Pizoletto
Flávia Cristina Sossae
Olavo Nordi
Maurício Alonso
Oriowaldo Queda
José Maria Gusman Ferraz
Maria Lucia Ribeiro

Resumo

O bioma Cerrado apresenta múltiplas fisionomias em sua vegetação, ocupando aproximadamente 25% do território brasileiro. Devido às ações antrópicas, a vegetação sofreu uma grande devastação e necessita ser preservada, por possuir importância tanto ambiental quanto econômica e social. Este trabalho teve como objetivo realizar o levantamento florístico e fitossociológico de fragmentos de Cerrado do Instituto Florestal, no Município de Araraquara, para compreender a dinâmica da comunidade vegetal de modo a oferecer subsídios para conservação, manejo e preservação do Cerrado. A metodologia utilizada no levantamento da flora foi uma adaptação do “levantamento rápido (LR) ” para amostragem da vegetação arbórea e, para o estudo fitossociológico, foi adotado o método de parcelas. Foram identificadas 44 espécies pertencentes a 26 famílias sendo uma delas invasora, Anadenanthera pavonina, e três consideradas vulneráveis à extinção:  Aspidosperma macrocarpon, Bowdichia virgilioides e Myroxylom peruiferum. De acordo com o grupo sucessional 40,91% das espécies são secundárias iniciais, 38,64% secundárias tardias e 18,18% pioneiras, e ainda, 59,09% são zoocóricas, 22,73% anemocóricas e 18,18% autocóricas. Baixa diversidade de espécies foi constata nos fragmentos da área estudada e, as espécies de maior representatividade e riqueza florística foram Siparuna guianensis e Virola sebifera. A similaridade entre os fragmentos é alta, mas ao analisar as parcelas, através da dissimilaridade, observou-se que a riqueza florística se concentra em apenas três parcelas. Como subsídio para conservação, preservação e manejo sugere-se a implantação de programas de Educação Ambiental, criação de Unidades de Conservação e programas do governo para recuperar áreas degradadas, como é o caso do Programa de Regularização Ambiental (PRA).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Pizoletto, J. A. V., Sossae, F. C., Nordi, O., Alonso, M., Queda, O., Ferraz, J. M. G., & Ribeiro, M. L. (2018). Levantamento floristico e fitossociologico de fragmentos de Cerrado do Instituto Florestal no Município de Araraquara-SP. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 21(3), 86-101. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2018.v21i3.643
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>