Prevalência de Traço Falciforme em Indivíduos Assintomáticos da Cidade de Araraquara

Main Article Content

Bruno Rocha de Jesus
Heloise Brait Rin
Elza Regina Manzolli Leite
Amauri Antiquera Leite
Miriane da Costa Gileno

Resumo

A anemia falciforme é uma hemoglobinopatia genética, caracterizada por uma alteração na estrutura da molécula de hemoglobina (HbA1), denominada hemoglobina S (HbS), que provoca uma distorção da estrutura dos eritrócitos, passando de forma esférica para forma de "foice" (sicke-cell). Este fenômeno é conhecido como falcização e é responsável por um quadro de anemia grave em indivíduos homozigotos e por quadros esporádicos de dor em indivíduos heterozigotos (portadores de traço falciforme), de acordo com a patofisiologia, em situações de baixa concentração de oxigênio. O teste mais específico e mais sensível usado para diagnosticar anemia é o teste eletroforese de hemoglobina, que é, contudo, difícil de ser incorporado em laboratórios de rotina, devido ao seu alto custo. O objetivo deste trabalho foi estimar a prevalência do traço falciforme na população da cidade de Araraquara-São Paulo. A prevalência de indivíduos assintomáticos com hemoglobina S (traço falciforme) na região de Araraquara-SP foi de 1,5%. Separandose o estudo de prevalência por raça, observamos 0,6 % de traço falciforme em indivíduos da raça branca e 15,4 % em indivíduos da raça negra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Jesus, B. R. de, Rin, H. B., Leite, E. R. M., Leite, A. A., & Gileno, M. da C. (2008). Prevalência de Traço Falciforme em Indivíduos Assintomáticos da Cidade de Araraquara. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 11(2), 230-237. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2007.v11i2.194
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Bruno Rocha de Jesus, Centro Universitário de Araraquara – Uniara.

Biomédico formado.

Heloise Brait Rin, Centro Universitário de Araraquara – Uniara.

Biomédico formado.

Elza Regina Manzolli Leite, (FCF UNESP) Araraquara

Farmacêutica-Bioquímica, Mestre em Análises Clínicas (FCF UNESP), responsável pelo setor de Imuno-hematologia do Hemonúcleo da UNESP de Araraquara, professora dos Cursos de Especialização em Hematologia e Hemoterapia – Barão de Mauá.

Amauri Antiquera Leite, UNESP

Mestre e Doutor em Farmácia Clínica do Curso de Farmácia-Bioquímica – UNESP, Análises Clínicas (FCF USP), professor de Hematologia vice-coordenador do Centro de Referência Diagnósticas – NACUNESP.

Miriane da Costa Gileno, (FCF UNESP) / Uniara.

Mestre e Doutora em Análises Clínicas (FCF UNESP), professora de Hematologia Clínica e Bioquímica e Enzimologia Clínica – Uniara e professora de Hematologia Clínica nos Cursos de Especialização em Análises Clínicas e Hematologia e Hemoterapia – Barão de Mauá.