O CONTROLE DA CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE PRODUTOS MAGISTRAIS

Main Article Content

Vivian Aline Mariano Mota
João Augusto Oshiro Junior
Bruna Galdorfini Chiari-Andréo

Resumo

O controle da contaminação microbiana de fórmulas magistrais, entre elas cosméticos, produtos de higiene e medicamentos, é de fundamental importância, estando relacionado com a Saúde Pública, a qualidade e a estabilidade do produto. Devido ao grande número de micro-organismos que podem estar presentes nas formulações magistrais, a contaminação deve ser evitada ao longo do processo de fabricação. Considerando a importância deste tema, este trabalho teve como objetivo a realização de uma revisão da literatura visando esclarecer pontos de importância relacionados à contaminação microbiológica de produtos magistrais. Foram utilizados artigos, dissertações e teses, além de publicações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária datados de 2000 a 2017. Foi verificado que as fontes de contaminação são pontos críticos na fabricação dos produtos e devem ser monitorados de acordo com as Boas Práticas de Fabricação. Existe grande preocupação com a manutenção da qualidade dos produtos não estéreis, visto que o desvio de qualidade pode acarretar em grande prejuízo ao usuário incluindo o desenvolvimento de patologias severas, dependendo do estado de saúde do mesmo. A análise da formulação é realizada buscando micro-organismos que são patológicos ao homem, como Escherichia coli, Salmonella spp., Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa. A manutenção da qualidade em produtos farmacêuticos é um grande desafio, pois, embora existam vários métodos e se tenha um vasto conhecimento na área da Microbiologia, invariavelmente surgem problemas relacionados à contaminação. A orientação teórica e prática detalhada dos métodos qualitativos e quantitativos é de absoluta necessidade para que os eventuais desvios de qualidade sejam solucionados rapidamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Mota, V. A. M., Junior, J. A. O., & Chiari-Andréo, B. G. (2017). O CONTROLE DA CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE PRODUTOS MAGISTRAIS. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 20(1), 33-48. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2017.v20i1.474
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)