Desenvolvimento e avaliação da qualidade de comprimidos gastrorresistentes de ibuprofeno obtidos por via seca e via úmida

Main Article Content

Beatriz Pavão Braga
Eduarda Camila Bono
Bruna Galdorfi Chiari-Andréo
Thalita Pedroni Formariz Pilon

Resumo

Os comprimidos entéricos são preparações desenvolvidas com um revestimento polimérico insolúvel em meio ácido com objetivo de proteger fármacos instáveis sob ação do suco gástrico. Neste sentido torna-se relevante o desenvolvimento de comprimidos revestidos gastrorresistente contendo ibuprofeno uma vez que o mesmo apresenta irritabilidade gástrica, pela diminuição da produção da síntese de prostaglandinas mucoprotetoras. Assim, o presente artigo teve como objetivo desenvolver comprimidos de revestimento entérico contendo ibuprofeno por via seca e via úmida, bem como realizar os testes de controle de qualidade, como por exemplo, peso médio, desintegração, dureza e friabilidade tendo como finalidade verificar se comprimido desenvolvido está em conformidade com os parâmetros estabelecidos na Farmacopeia Brasileira 6ª edição (2019). A metodologia utilizada foi o método de compressão para obtenção dos comprimidos de ibuprofeno obtidos por via seca e por via úmida seguido de revestimento com acetoftalato de celulose. Após o revestimento realizaram-se os testes de controle de qualidade os quais foram: peso médio, dureza, friabilidade e desintegração. Os resultados mostraram a importância quanto ao estudo de pré-formulação e da formulação no desenvolvimento de comprimidos de ibuprofeno, bem como a importância do estudo de pré-formulação e da formulação da solução de revestimento entérico e o estudo de sua produção para garantir a qualidade do produto final, no caso os comprimidos gastrorresistentes. Os parâmetros avaliados de controle de qualidade indicaram que os comprimidos gastrorresistentes de ibuprofeno obtidos por via seca apresentaram-se conforme as especificações farmacopeias. Por outro lado, os comprimidos gastrorresistentes de ibuprofeno obtidos por via úmida comprovaram resultados não satisfatórios quanto ao peso médio sugerindo erro no preenchimento da matriz e regulagem das punções superior e inferior. Neste sentido, os comprimidos de ibuprofeno obtidos por via seca, apresentaram melhor qualidade sendo, portanto, este método de obtenção mais seguros para a população.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Braga, B. P., Bono, E. C., Chiari-Andréo, B. G. ., & Pilon, T. P. F. (2020). Desenvolvimento e avaliação da qualidade de comprimidos gastrorresistentes de ibuprofeno obtidos por via seca e via úmida. Revista Brasileira Multidisciplinar, 23(2). https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2020.v23i2.768
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Beatriz Pavão Braga, Universidade de Araraquara

Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Farmácia

Eduarda Camila Bono, Universidade de Araraquara

Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Farmácia

Bruna Galdorfi Chiari-Andréo, Universidade de Araraquara

Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Farmácia

Thalita Pedroni Formariz Pilon, Universidade de Araraquara

Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde - Curso de Farmácia

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Prati-Donaduzzia. Bula Ibuprofeno 600mg, p.1-6, 1999. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=7661152018&pIdAnexo=10712800>. Acesso em: 16 mai. 2019.

ANSEL, H. C.; POPOVICH, N. G.; ALLEN, L. V. Farmacotécnica: formas farmacêuticas & sistemas de liberação de fármacos. 6.ed. São Paulo: Premier, 2000. 568p.

BARRETO, L.C.B. Controle de qualidade das análises físico- químicas do paracetamol. 2017. 22f. Centro Universitário de Formiga, Formiga, Minas Gerais, 2017.

BRASIL (2010b). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução 17, de 16 de abril de 2010, Regulamento técnico para medicamento similar, estabelece critérios para registro de Medicamento Similar. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Disponível em: <http://www.interfarma.org.br/site2/images/Site%20Interfarma/Informacoesdosetor/RE/Registro/2007/RDC%2017-07.pdf>. Acesso em: 130 mai. 2019.

CORTEZ, P.A.M.; FERRARI, G.F. A importância do revestimento entérico em cápsulas de diclofenaco de sódio. Uningá Review, v. 3, n. 1, p. 5-16, 2010.

DIAS, P. Controle de Qualidade de Comprimidos. Caderno de Farmácia, 2013. Disponível em: http://cadernodefarmacia.blogspot.com/2013/05/controle-de-qualidade-de-comprimidos.html. Acesso em: 27 mai. 2019.

FARMACOPEIA BRASILEIRA. 5.ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2010.

FERELLI, C.; RIOS, F.R., CHORILLI, M.C. Substâncias e protocolos utilizados para revestimento entérico de cápsulas em farmácias magistrais, p.1-3, 2009. Disponível em: http://www.unimep.br/phpg/mostraacademica/anais/4mostra/pdfs/499.pdf. Acesso em: 27 mai. 2019.

FERREIRA, A.O. Guia Prático da Farmácia Magistral. 3.ed., v.1., Rio de Janeiro: Pharmabooks. 2009.

FERREIRA, A.O. Guia Prático da Farmácia Magistral. 2.ed. Juiz de Fora: Pharmabooks, 2002, p.130–140.

FERREIRA, I.R.R. Avaliação da qualidade de comprimidos contendo captopril 25mg comercializados no centro-oeste de Minas Gerais. 2018. 30f. Centro Universitário de Formiga, Formiga, Minas Gerais, 2018.

LACHMAN, L.; LIEBERMAN, H.A.; KANIG, J.L. Teoria e prática na indústria farmacêutica. Trad. PINTO, J.F. et al. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

MESSA, R.V.; FARINELLI, B.C.F.; MENEGATI, C.F.M. Avaliação da qualidade de comprimidos de hidroclorotiazida: Medicamentos de referância, genérico, similar comercializados na cidade de Dourados – MS. Interbio, v. 8, n. 1, p. 72-78, 2014.

MURAKAMI, F.S. Omeprazol Sódico: Caracterização das propriedades físico-químicas e desenvolvimento de comprimidos gastro-resistentes. 2009. 122f. Progama de Pós Graduação em Farmácia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, 2009.

PEIXOTO, M.M. et al. Avaliação da qualidade de comprimido de captopril dispensados em feira de Santana – BA. Infarma, v. 16, n. 13-14, p. 69-73, 2005.

PRISTA, N.L.; ALVES, C.A.; MORGADO, R. Tecnologia farmacêutica. 6.ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2003.

ROCHA, A.C.C. et al. Controle de Qualidade Físico-Químico de Comprimidos de Cloridrato de Propanolol dispensados pelo Programa Farmácia Popular do Brasil. Perspectivas da Ciência e Tecnologia, v. 7, n. 1, p. 46 – 56, 2015.

ROVERI, F.L. et al. Avaliação da aplicação de método espectrofotométrico para determinação do teor de ibuprofeno em diferentes formas farmacêuticas. Rev. Bras. Farm., v. 93, n. 2, 2012.

RUDNIC, E. M.; SCHWARTZ, J. D. Oral solid dosage forms. In: GENNARO, A.R. (Ed.) Remington the Science and Practice of Pharmacy. 20 ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins, 2000.

SANT'ANA, J.L.U.C.; FREITAS, L.A.R. Controle de qualidade de cápsulas gastrorerristentes manipuladas contendo diclofenaco de sódio 50mg. Revista Brasileira Multidisciplinar, v.19, n.1, p. 58-66, 2016.

SANTOS, L. Preparação e avaliação de cápsulas gastro-resistentes de diclofenaco de sódio. 2005. 90f. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2005.