Importância do Gerenciamento de Rejeitos Radioativos na Iodoterapia

Maria Lúcia Rissato, Luciana C. Oliveira, Maria Lúcia Ribeiro, Marcus César Avezum Alves de Castro, Natália N. Ferreira

Resumo


Resumo: A iodoterapia é uma das terapêuticas da medicina nuclear que emprega como radionuclídeo o iodo radioativo. Esse tratamento, realizado em unidades de internação, exige procedimentos de radioproteção para prevenir contaminação de pacientes, equipe de saúde e meio ambiente. Uma discussão sobre a aplicação dessa terapêutica mostra a importância da implantação de programas de gerenciamento de resíduos radioativos, gerados em unidades hospitalares.

Palavras-chave


Iodoterapia; Medicina Nuclear; Rejeitos Radioativos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2007.v11i2.191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340